Dourados – MS sexta, 25 de junho de 2021
Dourados
28º max
17º min
Operação Lama Asfáltica

PF cumpre mandado de busca e apreensão em apartamento de Puccinelli

10 Mai 2016 - 08h38
Policiais federais no prédio onde mora o ex-governador de MS - Crédito: Foto: Gabriela Pavão/ G1 MSPoliciais federais no prédio onde mora o ex-governador de MS - Crédito: Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS
A Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria Geral da União e a Receita Federal, deflagrou na manhã desta terça-feira (10) a 2ª fase da Operação Lama Asfáltica, denominada Fazendas de Lama, em Campo Grande e em São Paulo. Um dos alvo de mandado de busca e apreensão foi no apartamento do ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB). Policiais ficaram no imóvel, localizado no Jardim dos Estados, bairro nobre da Capital, por aproximadamente duas horas e saíram de lá com malotes.

O objetivo dessa nova fase é apurar procedimentos utilizados pelos investigados na aquisição de propriedades rurais com recursos públicos desviados de contratos de obras públicas, fraudes em licitações e recebimento de propinas, resultando também em crimes de lavagem de dinheiro.


A organização criminosa, segundo a PF, é especializada em desviar recursos públicos, inclusive federais, atua no ramo de pavimentação de rodovias, construções e prestação de serviços nas áreas de informática e gráfica. Os contratos sob investigação envolvem mais de R$ 2 bilhões.

Cerca de 200 policiais federais, 28 servidores da Controladoria Geral da União e 44 da Receita Federal dão cumprimento a 28 mandados de busca e apreensão e a 15 mandados de prisão temporária, nos municípios de Campo Grande/MS, Rio Negro/MS, Curitiba/PR, Maringá/PR, Presidente Prudente/SP e Tanabi/SP. Também são cumpridos 24 mandados de sequestro de bens de investigados.

Durante a primeira fase da Operação, cujas investigações iniciaram-se em 2013, foi constatada a existência de um grupo que, por meio de empresas em nome próprio e de terceiros, superfaturaram obras contratadas com a Administração Pública. A organização atuava mediante a prática de corrupção de servidores públicos e fraudes em licitações, ocasionando desvios de recursos públicos.

Nesta segunda fase, Fazendas de Lama, após a análise dos materiais apreendidos na primeira, por meio de fiscalizações realizadas pela CGU e Relatórios da Receita Federal, verificou-se fortes indícios da prática dos crimes de lavagem de dinheiro. Constatou-se que esses crimes inclusive eram decorrentes de desvio de recursos públicos federais e provenientes de corrupção passiva, com a utilização de mecanismos para ocultação de tais valores, como aquisição de bens em nome de terceiros e saques em espécie.

Os presos serão encaminhados à Superintendência da PF, em Campo Grande/MS, bem como os materiais objetos das buscas e apreensões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ONU

Mais de 8,5 mil crianças foram usadas como soldados em 2020

22/06/2021 12:00
Vacina da alemã CureVac contra Covid-19 frustra ao registrar apenas 47% de eficácia; ações caem quase 50%
Coronavírus

Vacina da alemã CureVac contra Covid-19 frustra ao registrar apenas 47% de eficácia; ações caem quase 50%

17/06/2021 16:30
Vacina da alemã CureVac contra Covid-19 frustra ao registrar apenas 47% de eficácia; ações caem quase 50%
Trabalho infantil no mundo aumenta pela primeira vez em 20 anos
Mundo

Trabalho infantil no mundo aumenta pela primeira vez em 20 anos

10/06/2021 11:00
Trabalho infantil no mundo aumenta pela primeira vez em 20 anos
Chuva se espalha por todo Mato Grosso do Sul neste sábado
Tempo

Chuva se espalha por todo Mato Grosso do Sul neste sábado

22/05/2021 06:00
Chuva se espalha por todo Mato Grosso do Sul neste sábado
Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Internacional

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

11/05/2021 14:30
Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Últimas Notícias