Dourados – MS quarta, 28 de julho de 2021
Dourados
17º max
min
Mundo

Peruche volta à elite com centenário do Teatro Municipal

09 Fev 2011 - 14h15
Alegorias da Unidos do Peruche recebem os toques finais para o Carnaval 2011 - Crédito: Foto: Rafael Italiani/G1Alegorias da Unidos do Peruche recebem os toques finais para o Carnaval 2011 - Crédito: Foto: Rafael Italiani/G1
A Unidos do Peruche, escola do Bairro do Limão, Zona Norte de São Paulo, volta para o Grupo Especial do carnaval paulistano com o enredo “Abram-se as cortinas! O espetáculo vai começar. 100 anos de Theatro Municipal de São Paulo. A Peruche vai contar”. Por conta disso, o carnavalesco Amarildo de Mello resolveu dividir o enredo que abre os desfiles no dia 4 de março, às 23h, em atos e não em setores, como é de costume.

A Unidos do Peruche, que volta ao Grupo Especial após o vice-campeonato do ano passado no Grupo de Acesso, vai entrar no Anhembi com seus 3.000 componentes distribuídos em 26 alas e cinco carros. “O tema é clássico, mas vai ser apresentado de forma moderna. Vamos fazer um carnaval muito dançado e teatralizado”, diz Amarildo Mello. De acordo com Mello, cerca de 1.100 componentes das alas e dos carros estão sendo ensaiados.

O carro abre-alas, que vai mostrar a inauguração do Teatro Municipal, evento que ocasionou um dos primeiros congestionamentos da cidade, terá 138 componentes. A alegoria também vai contar com uma plateia desenvolvendo os mais variados tipos de arte que passaram pelo local ao longo de seus 100 anos: óperas, danças, música, teatro etc.

O segundo ato da Peruche traz um dos momentos mais importantes do Teatro Municipal: A Semana de Arte Moderna de 1922. “Isso é muito importante para o nosso enredo, já que na época da inauguração já existia o movimento modernista. A escolha do Teatro Municipal para a Semana de Arte Moderna foi uma forma de deboche aos valores clássicos”, afirma o carnavalesco.

Emerson Nunes e Cintia Cristina Grecco Pricolli formam o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Unidos do Peruche. Eles vão representar a vitória dos 100 anos do Teatro Municipal, com fantasias que fazem alusão a arte criada na Grécia na antiguidade.

A Peruche também vai trazer uma ala composta por 60 drag-queens representando a peça \"Vestido de Noiva\", de Nelson Rodrigues. “Como ele sempre chocou, pretendemos fazer isso também.”

A modelo Caroline Bittencourt estreia no Carnaval como rainha de bateria da Peruche, comandada pelo mestre Cal. A modelo Danielle França é a madrinha e a ex-BBB Jaqueline Khury é a musa da bateria. Serão 220 ritmistas que darão vida ao samba-enredo cantado pelos intépretes Tinga, Toninho Penteado, Bernardete e Manoel.


(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mundo

OMS afirma que China deve fornecer dados sobre origens da covid-19

15/07/2021 17:00
Mundo

Suspeitos de assassinato do presidente do Haiti são mortos a tiros

08/07/2021 11:00
Mundo

Covid-19: anticorpos podem durar até 12 meses após infecção

08/07/2021 10:00
Presidente do Haiti é assassinado em casa durante a noite, diz premiê
Mundo

Presidente do Haiti é assassinado em casa durante a noite, diz premiê

07/07/2021 07:30
Presidente do Haiti é assassinado em casa durante a noite, diz premiê
Mundo

Onda de calor recorde nos EUA e Canadá mata 45 no Estado do Oregon

01/07/2021 17:30
Últimas Notícias