Dourados – MS domingo, 12 de julho de 2020
Dourados
32º max
17º min
Mundo

Paris amanhece triste

Uma perda, não só para católicos e franceses, mas para toda a humanidade

16 Abr 2019 - 12h26Por DA REDAÇÃO
Catedral de Notre-Dame em chamas, na cidade de Paris, França - Catedral de Notre-Dame em chamas, na cidade de Paris, França -

O incêndio que destruiu parte da famosa Catedral de Notre-Dame, em Paris, capital da França, nesta segunda-feira (15), demorou nove horas para ser completamente apagado e causou enormes danos ao monumento. Todo o telhado, parte da abóbada e a torre mais alta, chamada de "flecha", caíram.

Notre-Dame de Paris, que significa "Nossa Senhora", em português, começou a ser construída no ano de 1163 e, em seus oito séculos de história, a Catedral foi reformada diversas vezes.

Um dos símbolos do país, onde abriga tesouros arquitetônicos, artísticos e foi palco de momentos históricos, como a coroação de Napoleão Bonaparte, em 1804; a beatificação de Joana D'Arc, em 1909; e a coroação de Henrique VI da Inglaterra, em 1429.

Resistiu a guerras, incluindo a invasão nazista, onde Adolf Hitler teria dado uma ordem antes da ocupação na França: "Destruam tudo, mas poupem Paris e Notre-Dame" – Hitler era amante das artes, apesar de tudo. E foi os sinos de Notre-Dame que soaram, em 25 de agosto de 1944, anunciando a liberação da França da ocupação nazista.

A Catedral também faz parte da história por ter sido cenário de livros, como o clássico "O Corcunda de Notre-Dame", de Victor Hugo.

O presidente francês, Emmanuel Macron, prometeu reconstruir a catedral e anunciou que lançará, nesta terça-feira (16), uma campanha internacional para arrecadar doações para a reconstrução. "Estou comprometido. Amanhã, uma campanha internacional será lançada, para muito além de nossas fronteiras. Vamos recrutar os melhores talentos e muitas pessoas contribuirão. E nós vamos reconstruir Notre-Dame", essas foram as palavras do presidente, ontem, durante uma coletiva de imprensa.

Muitas pessoas prometeram contribuir com doações milionárias para essa reconstrução. O magnata francês François-Henri Pinault, cuja família é proprietária de um conglomerado de marcas de luxo, anunciou que vai doar 100 milhões de euros; a família Bettencourt Meyers, sócia da L'Oreal, prometeu financiar as obras com 200 milhões de euros. No total, se cumpridas as promessas, 660 milhões de euros, equivalente a R$ 2,87 bi, serão doados para a reconstrução da Catedral de Notre-Dame.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OMS: transmissão de vírus pelo ar pode se dar em procedimento médico
Covid-19

OMS: transmissão de vírus pelo ar pode se dar em procedimento médico

09/07/2020 14:11
OMS: transmissão de vírus pelo ar pode se dar em procedimento médico
Exportações de carne de aves em MS disparam com rígido protocolo de biossegurança
Exportação

Exportações de carne de aves em MS disparam com rígido protocolo de biossegurança

08/07/2020 11:28
Exportações de carne de aves em MS disparam com rígido protocolo de biossegurança
Coronavírus pode ser transmitido pelo ar
Saúde

Coronavírus pode ser transmitido pelo ar

07/07/2020 17:39
Coronavírus pode ser transmitido pelo ar
Seis frigoríficos do Brasil têm exportações de carne suspensas para a China por preocupações com a Covid-19
Covid-19

Seis frigoríficos do Brasil têm exportações de carne suspensas para a China por preocupações com a Covid-19

06/07/2020 16:55
Seis frigoríficos do Brasil têm exportações de carne suspensas para a China por preocupações com a Covid-19
Estudo americano vê resultados positivos da hidroxicloroquina para a Covid-19
Ciência

Estudo americano vê resultados positivos da hidroxicloroquina para a Covid-19

05/07/2020 15:02
Estudo americano vê resultados positivos da hidroxicloroquina para a Covid-19
Últimas Notícias