Dourados – MS domingo, 17 de outubro de 2021
Dourados
25º max
17º min
Mundo

Obama reafirma aliança entre EUA e Europa

25 Mai 2011 - 14h35
Obama profere discurso no Palamento britânico nesta quarta-feira - Crédito: Foto: AFPObama profere discurso no Palamento britânico nesta quarta-feira - Crédito: Foto: AFP
O presidente dos EUA, Barack Obama, disse nesta quarta-feira (25) em Londres, que a aliança entre EUA e Europa segue \"indispensável\".

Obama discursa para as duas Câmaras do Parlamento Britânico, no Westminster Hall, no seu segundo dia de visita ao Reino Unido. Foi a primeira vez que as duas casas se reuniram para ouvir um presidente americano.

No discurso, o democrata reafirmou o compromisso histórico e a aliança entre os dois países, além do compromisso mútuo com os ideias democráticos e do livre mercado.

Emergentes

Ele voltou a citar o Brasil, ao lado de China e Índia, como exemplo de país com forte crescimento econômico e que terá um papel importante no novo cenário internacional, mas rejeitou a ideia de que os emergentes provoquem uma diminuição da influência americana e europeia no cenário internacional.

\"Algumas vezes, com o argumento do crescimento econômico, se diz que esses países representam o futuro e que nossa liderança acabou\", disse. \"Esse argumento é errado.\"

Oriente Médio

Em referência ao conflito no Oriente Médio, Obama disse que é a favor da segurança de Israel e da criação de um Estado Palestino soberano, sem entrar em detalhes na questão que tem dominado o cenário internacional nos últimos dias.

\"\'Estou confiante de que isso será alcançado\", acrescentou, falando sobre o acordo de paz para a região.

Revoltas árabes

Obama voltou a afirmar que a transição democrática nos países árabes deve ser longa e difícil e levar anos, repetindo afirmações de seu discurso da semana passada sobre os países árabes.

\"A história mostra que a democracia não é fácil. Vai levar anos até que essas revoluções sejam concluídas e haverá dias difíceis nesse caminho\", disse.

Ele reafirmou que a intervenção militar ocidental na Líbia \"evitou um massacre\" no país do ditador Muammar Kadhafi, mas afirmou que os aliados \"não podem evitar todas as injustiças\" na região.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mundo

Papa abre caminho à beatificação de João Paulo I

13/10/2021 16:00
Transição energética é "demasiado lenta", alerta agência
Mundo

Transição energética é "demasiado lenta", alerta agência

13/10/2021 09:00
Transição energética é "demasiado lenta", alerta agência
Jornalistas da Filipinas e Rússia recebem Nobel da Paz
Mundo

Jornalistas da Filipinas e Rússia recebem Nobel da Paz

08/10/2021 13:00
Jornalistas da Filipinas e Rússia recebem Nobel da Paz
Mundo

Pandemia teve impactos diretos para bebês e crianças, diz estudo

06/10/2021 14:00
Mundo

"Apagão" no Facebook foi erro interno e não ataque informático

06/10/2021 09:00
Últimas Notícias