Dourados – MS quarta, 03 de março de 2021
Dourados
32º max
22º min
Influx
Mundo

Musical sobre Chico é cancelado após improviso sobre Dilma e Lula

21 Mar 2016 - 06h00Por Do Progresso
Em uma cena, ator improvisou e mencionou a prisão de um ex-presidente e referiu-se a Dilma como “presidente ladra” - Crédito: Foto: Cláudio MartinsEm uma cena, ator improvisou e mencionou a prisão de um ex-presidente e referiu-se a Dilma como “presidente ladra” - Crédito: Foto: Cláudio Martins
A peça Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos teve a sessão de ontem, em Belo Horizonte, suspensa depois que o ator Cláudio Botelho improvisou durante apresentação de estreia sábado à noite.


Em uma cena, ele mencionou a prisão de um ex-presidente e referiu-se a Dilma Rousseff como "presidente ladra". O evento, no Sesc Palladium, na região central da capital mineira, foi cancelado após o tumulto provocado na plateia.


No musical, Cláudio Botelho interpreta o protagonista: o líder de uma companhia teatral que transita por cidades do interior do país.


Além das cenas em que atua, ele é também quem narra a história com base em alguns monólogos. Numa das falas, ele anunciou: "era também a noite em que um ex-presidente ladrão foi preso". Em seguida também fez sua menção à presidenta Dilma Rousseff.


Conforme variados relatos nas redes sociais, parte dos presentes imediatamente puxou uma vaia e gritos de "não vai ter golpe".


Outra parcela do público começou a aplaudir. Diante da situação, diversas pessoas começaram a deixar o local, ao mesmo tempo em que o ator disse que não se importava e que retomaria o espetáculo após a saída dos descontentes.


Avisada da situação, a Polícia Militar mandou três viaturas para o local. Diante da tensão, o diretor da peça declarou a sessão encerrada e informou que os valores dos ingressos seriam devolvidos.

Repercussão


O Sesc e a Pólobh, produtora responsável pelo evento, divulgaram ontem nota conjunta de esclarecimento. Eles reiteraram que são "instituições apartidárias" e pediram desculpas pelos transtornos gerados. "Compreendendo o momento pelo qual o país passa e primando pela segurança de todos, optamos pelo cancelamento da sessão prevista para este domingo", registra o texto.


A postura do ator foi novamente criticada após o vazamento de um áudio do camarim, em que ele discute com outros integrantes do elenco. "O artista no palco é um rei! Não pode ser peitado. Não pode ser interrompido..., por um filho da puta", diz ele, dizendo-se censurado por petistas. Uma atriz discorda de Cláudio Botelho e diz que a plateia tem direito de vaiar uma provocação.


Divulgado pelo movimento Mídia Ninja, o diálogo está disponível em https://soundcloud.com/midia-ninja/claudio-botelho. A Agência Brasil não pôde comprovar a autenticidade do áudio.


Presente à peça, Adriana Batista saiu em defesa do ator: "A turma do PT encerrou o musical. Parabéns petistas, vocês foram mais eficientes que a censura do AI5".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ex-manicure de Naviraí é top model destaque em desfile de Milão
Modelo

Ex-manicure de Naviraí é top model destaque em desfile de Milão

01/03/2021 16:45
Ex-manicure de Naviraí é top model destaque em desfile de Milão
Galo mata o próprio dono durante luta ilegal na Índia
Inusitado

Galo mata o próprio dono durante luta ilegal na Índia

01/03/2021 15:02
Galo mata o próprio dono durante luta ilegal na Índia
Robô Perseverance pousa hoje em Marte, na busca por sinais de vida
Internacional

Robô Perseverance pousa hoje em Marte, na busca por sinais de vida

18/02/2021 07:34
Robô Perseverance pousa hoje em Marte, na busca por sinais de vida
Tempestade de neve atinge os EUA; milhões estão sem eletricidade
Internacional

Tempestade de neve atinge os EUA; milhões estão sem eletricidade

17/02/2021 08:42
Tempestade de neve atinge os EUA; milhões estão sem eletricidade
Israel testa remédio barato que salvou dezenas de pacientes graves com covid-19
Cotidiano

Israel testa remédio barato que salvou dezenas de pacientes graves com covid-19

09/02/2021 09:15
Israel testa remédio barato que salvou dezenas de pacientes graves com covid-19
Últimas Notícias