Dourados – MS sábado, 06 de junho de 2020
Dourados
22º max
12º min
JBS (Fazer o bem)
Mundo

MP investiga desabamento de prédio em Belém

31 Jan 2011 - 17h15
O Ministério Público do Pará cumpre, nesta segunda-feira (31), mandados de busca e apreensão na sede da empresa responsável pela obra que desabou, no sábado (29), em Belém. A ação pretende reunir toda a documentação referente à construção do edifício para ajudar na apuração das causas do desabamento.

O MP também instaurou um inquérito civil para apurar as responsabilidades pelo desabamento do edifício. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério, será um procedimento conjunto das Promotorias de Justiça do Consumidor e do Meio Ambiente. Dois promotores de justiça da área criminal acompanham ainda, desde sábado, o inquérito policial do caso.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros continuam, nesta segunda, as buscas por pelo menos duas vítimas do desabamento. O corpo de uma mulher de 67 anos foi retirado dos escombros e a identificação da vítima será feita por um exame de DNA. Um operário, que era considerado desaparecido até domingo (30), se apresentou, segundo a Defesa Civil.

O prédio que desabou estava em construção e ficava na Travessa 3 de Maio, entre as avenidas Magalhães Barata e Governador José Malcher. Segundo o major Lima, não há risco de desabamento de prédios vizinhos.


##### Buscas
\"Os trabalhados seguiram durante toda a madrugada e vão continuar, ininterruptamente. Nós estamos trabalhando com dois aparelhos que chegaram no Paraná, um sensor sísmico e uma almofada pneumática, para ajudar nos resgates sem riscos. Não vamos parar até verificar o último pedaço de entulho\", diz ao G1 o major Augusto Sérgio Lima de Almeida, coordenador adjunto da Defesa Civil. Cães farejadores também estão local para ajudar na localização das vítimas.

Obras regulares
Segundo José Viana, presidente do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) do Pará, a obra do prédio está regular e estaria em fase de acabamento.

De acordo com a Agência Pará de Notícias (órgão de comunicação do governo do Pará), o proprietário da construtora responsável negou que houvesse irregularidades na obra. Em entrevista concedida no domingo, na sede da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), ele garantiu que a construção estava aprovada e regulamentada. O empresário disse que a empresa aguardará o laudo sobre as causas do desabamento.

Os familiares das vítimas do desabamento serão indenizados, ainda segundo o proprietário da empresa. Até o momento, cerca de 130 pessoas que moram na vizinhança da obra estão hospedadas em hotéis, por medida de segurança.


(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Empresariado na fronteira pressiona governo paraguaio para abertura do comércio
Mundo

Empresariado na fronteira pressiona governo paraguaio para abertura do comércio

05/06/2020 08:30
Empresariado na fronteira pressiona governo paraguaio para abertura do comércio
ONU pede solidariedade global para encontrar vacina acessível contra COVID-19
Covid-19

ONU pede solidariedade global para encontrar vacina acessível contra COVID-19

04/06/2020 19:30
ONU pede solidariedade global para encontrar vacina acessível contra COVID-19
Internacional

Diego Costa escapa da prisão na Espanha ao pagar multa 36 mil euros

04/06/2020 18:42
Em 2019, Brasil foi responsável por um terço da perda de florestas virgens no mundo, diz relatório
Meio Ambiente

Em 2019, Brasil foi responsável por um terço da perda de florestas virgens no mundo, diz relatório

04/06/2020 10:13
Em 2019, Brasil foi responsável por um terço da perda de florestas virgens no mundo, diz relatório
Internacional

Papa condena racismo e violência nos EUA e pede reconciliação nacional

03/06/2020 14:19
Últimas Notícias