Dourados – MS domingo, 28 de novembro de 2021
Dourados
34º max
19º min
Cassems - Rede Amo
Mundo

Mato Grosso registra aumento de 700% no desmatamento

03 Mai 2011 - 19h15
Desmatamento registrado em Mato Grosso
 - Crédito: Foto: reprodução TV Centro AméricaDesmatamento registrado em Mato Grosso - Crédito: Foto: reprodução TV Centro América
O desmatamento em Mato Grosso aumentou mais de 700% no ano se comparado com o mesmo período do ano passado. Satélites apontam que foram desmatados cerca de 412 mil quilômetros quadrados, ante os cerca de 52 registrados no mesmo período do ano passado, conforme informações divulgadas nesta terça-feira (3) por uma alta fonte do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Ao ver os dados, os analistas do órgão federal se surpreenderam com a mudança no perfil do desmatamento. Há quatro anos, o desmatamento ocorria em pequenas áreas, entre 30 mil e 50 mil metros quadrados. Agora, os desmatadores decidiram radicalizar. Os desmatamentos, segundo o Ibama, estão acontecendo em grandes áreas nativas, entre 300 mil e 500 mil metros quadrados.

Para a retirada da mata é utilizada uma velha técnica. Segundo as fiscalizações do Ibama, os desmatadores têm usado o chamado “correntão”, que consiste em arrastar grandes correntes atreladas a tratores fazendo o corte raso da mata. As fiscalizações comprovaram também que as áreas vêm sendo desmatadas para serem usadas pela agricultura.

Neste ano, os fiscais do Ibama aplicaram mais de R$ 100 mil em multas, além de terem apreendido inúmeros tratores e gado sendo criado em áreas de preservação. A fonte do Ibama confirmou ao G1 que o órgão quer agilizar em 2011 o julgamento destes processos para doar as máquinas apreendidas ao Exército e os animais para Embrapa.

ONGs

Os números do desmatamento detectados pelo Ibama chamaram a atenção dos ambientalistas. O coordenador de politicas públicas do Instituto Centro Vida (ICV), Sérgio Guimarães, criticou a forma como o desmatamento voltou a ocorrer, utilizando os “correntões” em grandes áreas de mata nativa. Guimarães credita este aumento do desmate às discussões do Código Florestal, no Congresso Nacional, e da aprovação do Zoneamento. Conforme os ambientalistas, os desmatadores teriam decidido se adiantar às mudanças que estão por vir.

“Acreditamos que o desmatamento tem aumentado em consequência da perspectiva de flexibilização das lei ambientais por causa do Zoneamento e Código, que tem previsto, por exemplo, anistia aos desmatadores. Agora, com a evolução do desmatamento, cabe ao Ibama e
Sema [Secretaria Estadual de Meio Ambiente] tomar as medidas pensando em reduzir esta degradação”, comentou Guimarães.

Zoneamento

O governador do Estado, Silval Barbosa, vai enviar nesta semana o Zoneamento, sancionado no mês passado, para a análise do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), que vai julgar se a lei não fere princípios jurídicos e ambientais. O promotor do Ministério Público, Domingos Sávio, confirmou que vai entrar com uma ação para anular a lei do zoneamento, por causa das incongruências encontradas.

Entre os temas que despertam polêmica no Zoneamento mato-grossense, está o fato de que quem desmatou de forma ilegal até o dia 20 do mês de abril não precisa recompor em 80% e sim em 50% a área de reserva legal. O zoneamento também deixa os donos de imóveis com até 400 hectares livres da obrigação de fazer reflorestamento. Para os ambientalistas, o Estado errou ao flexibilizar as regras porque o código florestal ainda não foi modificado pelo governo federal.

Código Florestal

A Câmara dos Deputados deve colocar em votação na sessão desta semana o Código Florestal brasileiro. O texto a ser votado foi elaborado pelo relator Aldo Rebelo (PC do B-SP). As principais críticas dos ambientalistas ao Código estão em relação à redução da área de preservação permanente de 30 para 15 metros de distância das margens dos rios; além do benefício aos pequenos produtores (com até quatro módulos fiscais) que podem ficar isentos de
ter reserva legal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Países da Europa, Oriente Médio e Ásia suspendem voos oriundos do sul da África após a descoberta de nova variante do coronavírus
Covid-19

Países da Europa, Oriente Médio e Ásia suspendem voos oriundos do sul da África após a descoberta de nova variante do coronavírus

26/11/2021 09:21
Países da Europa, Oriente Médio e Ásia suspendem voos oriundos do sul da África após a descoberta de nova variante do coronavírus
Por falta de mão de obra, países ricos lançam programas para atrair mais imigrantes
Imigração

Por falta de mão de obra, países ricos lançam programas para atrair mais imigrantes

24/11/2021 15:00
Por falta de mão de obra, países ricos lançam programas para atrair mais imigrantes
Ministro convida investidores árabes a confiarem no Brasil
economia

Ministro convida investidores árabes a confiarem no Brasil

15/11/2021 15:01
Ministro convida investidores árabes a confiarem no Brasil
Nova fase da covid-19 na Europa é alerta para o resto do mundo, diz OMS
Covid

Nova fase da covid-19 na Europa é alerta para o resto do mundo, diz OMS

10/11/2021 16:30
Nova fase da covid-19 na Europa é alerta para o resto do mundo, diz OMS
Jornalista de MS é eleito presidente Associação de Imprensa Estrangeira (ACIE)
Comunicação

Jornalista de MS é eleito presidente Associação de Imprensa Estrangeira (ACIE)

08/11/2021 09:30
Jornalista de MS é eleito presidente Associação de Imprensa Estrangeira (ACIE)
Últimas Notícias