Dourados – MS terça, 21 de setembro de 2021
Dourados
39º max
22º min
Institucional - Setembro
Mundo

Materiais radioativos são detectados em mar próximo a Fukushima

22 Mar 2011 - 22h35
Empresa divulgou foto de trabalhadores atuando 
no reator 4 de Fukushima
 - Crédito: Foto: Tokio Electric Power Co/APEmpresa divulgou foto de trabalhadores atuando no reator 4 de Fukushima - Crédito: Foto: Tokio Electric Power Co/AP
A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) informou nesta terça-feira (22) que foram detectados materiais radioativos, entre eles iodo-131, césio-134 e césio-137, em águas de um mar próximo à usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi, seriamente danificada pelo terremoto e tsunami que atingiram o país no último dia 11 de março.

Em um breve comunicado, a AIEA não informou a quantidade nem deu detalhes sobre gravidade da presença das partículas radioativas encontradas no mar. A agência lembrou que obtém esta informação das autoridades japonesas, e que foi a companhia Tokyo Electric Power (Tepco) que detectou os radioisótopos.

\"Para estudar uma área maior do ambiente marinho, a Agência para Ciência e Tecnologia Marinha e Terrestre (Jamstec) planeja medir a radioatividade em torno da usina\" entre esta terça-feira e quarta-feira, recolhendo provas de água marinha em oito lugares, revela a agência nuclear da ONU.

Até quinta-feira (24), a Agência de Energia Atômica do Japão analisará as provas e publicará os resultados, acrescentou. Será medida a concentração de radioisótopos encontrados tanto na água marinha quanto no ar e a AIEA seguirá atenta a estas informações, conclui a nota.

O organismo internacional com sede em Viena tinha anunciado na manhã desta terça-feira que as autoridades japonesas iam medir os níveis de radioatividade no mar nos arredores da usina nuclear de Fukushima, gravemente danificada pelo sismo de 11 de março.

A AIEA, cuja política de informação foi criticada pela organização ambientalista Greenpeace, manifestou sua preocupação com a situação das piscinas de resíduos nucleares da usina.

Graham Andrew, assessor técnico do organismo, manifestou à imprensa em Viena que \"continuam sendo registradas algumas melhoras\", mas alertou que a situação \"continua sendo muito séria\", com grandes níveis de poluição radioativa perto da usina.

O Greenpeace acusou a AIEA de omitir dados importantes sobre o acidente em Fukushima e minimizar a gravidade da situação, algo que qualificou como \"escandaloso\". \"Segundo pesquisas do Greenpeace, a AIEA não fez pública uma explosão de hidrogênio na piscina de combustível usada pelo reator 4 em Fukushima, ocorrida na semana passada\", denunciaram os ecologistas em comunicado divulgado na Áustria e na Alemanha.

A AIEA reiterou que depende das autoridades japonesas para obter a informação sobre o grave acidente, embora também conte com uma equipe de especialistas que efetuam medições da radioatividade no país.

(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mundo

Presidente faz discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas

21/09/2021 08:30
Tripulação da Inspiration4 retorna à Terra neste sábado
Mundo

Tripulação da Inspiration4 retorna à Terra neste sábado

18/09/2021 16:00
Tripulação da Inspiration4 retorna à Terra neste sábado
Mundo

Mulheres afegãs protestam contra uso da burca

15/09/2021 17:00
Mundo

Pentágono: novo míssil norte-coreano ameaça comunidade internacional

13/09/2021 13:00
Mundo

Afeganistão: talibãs autorizam saída de 200 estrangeiros

09/09/2021 11:00
Últimas Notícias