Dourados – MS terça, 25 de fevereiro de 2020
Dourados
33º max
23º min
Mundo

Manifestantes apedrejam prefeitura e bloqueiam rodovia em Goiás

24 Jan 2011 - 17h15
Um protesto de moradores de Santo Antônio do Descoberto (GO), município a 50 km de Brasília e a 175 km de Goiânia, provocou na manhã desta segunda (24) o apedrejamento da prefeitura e o bloqueio da rodovia de acesso da cidade ao Distrito Federal.

Os manifestantes protestavam contra a qualidade e o preço do transporte público e a condição da estrada que liga a cidade ao Distrito Federal. Eles atearam fogo a um ônibus, que ficou completamente destruído.

Quatro pessoas foram presas e cinco feridos foram levados para o hospital, atingidos por balas de borracha de policiais militares, que tiveram de intervir para dissolver a manifestação.

O protesto começou cedo, por volta da 6h. De longe, era possível avistar a fumaça vinda das barricadas feitas pelos moradores. O comércio fechou. Muitos não saíram de casa para trabalhar.

Os manifestantes levavam móveis para aumentar o fogo na principal via de Santo Antônio do Descoberto. A saída para o Distrito Federal foi totalmente bloqueada. Nem a ambulância conseguiu sair da cidade.

Depois de bloqueada a rodovia, os manifestantes seguiram para a prefeitura. O prédio foi apedrejado. Eles pediam a saída do prefeito, David Leite. No final da manhã, a situação já estava controlada, e o comércio reabriu.

Ao chegar à cidade, a tropa de choque da Polícia Militar foi recebida com pedradas e garrafadas. Os policiais dispararam balas de borracha e bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes.

Correndo, o padre atravessou a praça principal convocando as pessoas para se concentrarem na igreja e evitarem o confronto com os policiais.

O prefeito David Leite tenta ainda nesta segunda (24) uma reunião com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), para tentar antecipar a liberação de uma verba destinada a recuperar a pavimentação de vias da cidade, um dos motivos de reclamação dos manifestantes.

O secretário da Segurança Pública de Goiás, João Furtado de Mendonça Neto, classificou o episódio de \"batalha campal\" e disse que determinará a apuração das responsabilidades pelo conflito.

\"Nós tivemos uma batalha campal, uma situação de enfrentamento com a polícia, com incitação à desobediência civil. O que eu pretendo fazer é muito simples: que seja apurada a responsabilidade dos excessos eventualmente cometidos pelos policiais, mas também quero pedir a responsabilização de quem incitou a população à desobediência civil e ao confronto com a Polícia Militar\", declarou.

Mendonça Neto afirmou que a comunidade do município \"está aflita\" com os problemas de infraestrutura e disse que o governo estadual vai dar apoio à prefeitura

(G1.com)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Coronavírus: Circuito mundial de natação paralímpica é cancelado na Itália
Esportes

Coronavírus: Circuito mundial de natação paralímpica é cancelado na Itália

24/02/2020 16:15
Coronavírus: Circuito mundial de natação paralímpica é cancelado na Itália
Conselho de Direitos Humanos da ONU: Brasil participa da 43ª sessão
Direitos Humanos

Conselho de Direitos Humanos da ONU: Brasil participa da 43ª sessão

24/02/2020 09:45
Conselho de Direitos Humanos da ONU: Brasil participa da 43ª sessão
Completa amanhã, 75 anos da histórica tomada de Monte Castello
2ª Guerra Mundial

Completa amanhã, 75 anos da histórica tomada de Monte Castello

20/02/2020 17:00
Completa amanhã, 75 anos da histórica tomada de Monte Castello
Novo Coronavírus: Brasil apresenta ações para enfrentamento da doença
Saúde

Novo Coronavírus: Brasil apresenta ações para enfrentamento da doença

20/02/2020 12:00
Novo Coronavírus: Brasil apresenta ações para enfrentamento da doença
Com apoio da ONU no Brasil, Gâmbia entra em nova fase do programa de alimentação escolar
Sociedade

Com apoio da ONU no Brasil, Gâmbia entra em nova fase do programa de alimentação escolar

20/02/2020 11:30
Com apoio da ONU no Brasil, Gâmbia entra em nova fase do programa de alimentação escolar
Últimas Notícias