Dourados – MS segunda, 25 de janeiro de 2021
Dourados
33º max
22º min
Influx
Mundo

Kadhafi diz que tem apoio do povo e que rebeldes perderam a batalha

15 Mar 2011 - 17h35
O líder líbio, Muamar Khadafi, durante uma
entrevista à BBC - Crédito: Foto: Reprodução / BBCO líder líbio, Muamar Khadafi, durante uma entrevista à BBC - Crédito: Foto: Reprodução / BBC
O ditador líbio, Muammar Kadhafi, afirmou em uma entrevista ao jornal italiano Il Giornale que os rebeldes perderam a batalha e que tem o apoio do povo, além de ter declarado que sente-se \"traído\" pelo chefe de governo italiano, Silvio Berlusconi.

\"Não restam esperanças para eles, é uma causa perdida\", afirmou Kadhafi ao enviado especial do jornal de propriedade da família Berlusconi. \"Os rebeldes têm duas possibilidades: render-se ou fugir\", acrescentou o dirigente líbio, que acusou as forças rebeldes de \"usar os civis como escudos humanos, inclusive as mulheres\".

Sobre a possibilidade do conflito terminar em \"banho de sangue\" nas cidades que ainda estão nas mãos dos rebeldes, Kadhafi afirmou que o objetivo é \"combater o terrorismo\". \"Por isso avançamos tão rapidamente, para evitar massacres\", disse.

\"Se eles se renderem, não vamos matá-los\", afirmou o coronel líbio, que destacou que a ordem dada a suas tropas é de \"cercá-los\".

Kadhafi descartou qualquer negociação com as forças insurgentes. \"Dialogar? Com quem? Não é possível negociar com terroristas próximos de Osama bin Laden. Eles mesmos não acreditam no diálogo, pensam apenas em combater e em matar, matar e matar\".

\"A comunidade internacional não sabe o que acontece de verdade na Líbia. O povo está comigo, o resto é propaganda\", declarou Kadhafi.

Para o coronel, a população de Benghazi, chamada de \"capital\" dos rebeldes, \"tem medo destas pessoas e por isso é preciso libertá-la\". \"As pessoas nos pedem uma intervenção, nos dizem libertem-nos dos grupos armados\", completou.

O ditador líbio admitiu ainda que está \"muito decepcionado\" com a Europa, em particular com a Itália, antiga potência colonial e maior sócio comercial da Líbia. \"Estou muito contrariado, me sinto traído, não sei o que dizer de Berlusconi\", afirmou. \"Não tenho mais contatos com a Itália, nem com Berlusconi\", completou.

Sobre a presença de importantes grupos italianos na Líbia, incluindo a gigante do petróleo Eni, advertiu que espera \"que o povo líbio revise seus laços econômicos e financeiros com o Ocidente\".

(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Larry King, apresentador, morre aos 87 anos
Mundo

Larry King, apresentador, morre aos 87 anos

23/01/2021 14:05
Larry King, apresentador, morre aos 87 anos
Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos
Mundo

Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos

20/01/2021 15:26
Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos
Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial
Futebol

Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial

20/01/2021 09:57
Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial
Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena
Tênis

Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena

20/01/2021 07:52
Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena
Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia
Mundo

Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia

09/01/2021 10:02
Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia
Últimas Notícias