Dourados – MS quarta, 28 de julho de 2021
Dourados
17º max
min
Mundo

Justiça manda soltar acusada de participação na morte dos pais no DF

28 Jan 2011 - 21h15
Justiça manda soltar acusada de participação na morte dos pais no DF -
O desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios George Lopes Leite concedeu na nesta sexta-feira (28) liminar para libertar a arquiteta Adriana Vilella, presa na quinta (27), em Ipanema, no Rio de Janeiro e transferida para um presídio de Brasília no mesmo dia. Segundo a assessoria do TJDFT, ela pode ser solta a qualquer momento.

Ela é acusada de participação no assassinato do pai, o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) José Guilherme Vilella, da mãe, Maria, e da empregada da família Francisca Nascimento, mortos com 73 facadas dentro de casa, em Brasília, em agosto de 2009.

Para a polícia do Distrito Federal, a filha do ex-ministro teria tido “envolvimento direto\" no crime. Ela sempre negou as acusações.

A decisão foi assinada pelo juiz pouco antes do meio dia desta sexta. Adriana foi detida no Rio e transferida para Brasília. Desde a noite de quinta, ela está no Presídio Feminino do DF, conhecido como Colmeia.

O Ministério Público, que foi quem fez o pedido da prisão de Adriana, agora só pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) da decisão do desembargador - e não a instâncias inferiores.


(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mundo

OMS afirma que China deve fornecer dados sobre origens da covid-19

15/07/2021 17:00
Mundo

Suspeitos de assassinato do presidente do Haiti são mortos a tiros

08/07/2021 11:00
Mundo

Covid-19: anticorpos podem durar até 12 meses após infecção

08/07/2021 10:00
Presidente do Haiti é assassinado em casa durante a noite, diz premiê
Mundo

Presidente do Haiti é assassinado em casa durante a noite, diz premiê

07/07/2021 07:30
Presidente do Haiti é assassinado em casa durante a noite, diz premiê
Mundo

Onda de calor recorde nos EUA e Canadá mata 45 no Estado do Oregon

01/07/2021 17:30
Últimas Notícias