Dourados – MS domingo, 25 de outubro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Influx
Mundo

Japão deve monitorar fauna marítima de Fukushima

04 Abr 2011 - 16h50
Água radiotiva da usina de Fukushima é despejada no mar pelo governo - Crédito: Foto: APÁgua radiotiva da usina de Fukushima é despejada no mar pelo governo - Crédito: Foto: AP
A divulgação pela empresa Tokyo Electric Power (Tepco) de que estão sendo despejadas no Oceano Pacífico 11,5 mil toneladas de água radioativa acumuladas na central da usina de Fukushima exigirá que o governo monitore possíveis problemas na fauna e flora local, segundo especialistas ouvidos pelo G1. Ainda assim, segundo eles, o risco é baixo porque a radiação é diluível no mar.

De acordo com a empresa, os índices de radiação na água que está sendo jogada ao mar são aproximadamente 100 vezes acima do normal.

O líquido está sendo liberado com um corante para tentar determinar a rota da contaminação.

A Tepco afirma que o nível de radiação é considerado “relativamente baixo”.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Energia Nuclear (Aben), Edson Kuramoto, a radiação se dilui na água.

“Esta água que está sendo despejada no mar foi usada para refrigerar os reatores, e por isso adquiriu radiação. É uma quantidade pequena em comparação com o mar, e se diluirá com o tempo”, disse ele ao G1

“Mas agências ambientais e o governo devem monitorar a situação na região, pois pequenos peixes podem morrer devido ao impacto da contaminação. Só o próprio governo vai poder dizer se há contaminação e se é necessário proibir a pesca e a venda de peixes da área”, acrescenta Kuramoto.

#####Sem risco para o Brasil
De acordo com o especialista em energia nuclear Aquilino Senra, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a água contaminada não chegará ao Brasil.

“O nível radioativo, apesar de alto, se dilui no oceano. Não há risco de água contaminada chegar ao Brasil”, afirma Senra.

“A diluição da radiação no mar é grande e rápida, mas o risco é na região próxima ao despejo, onde deve ser monitorado se a liberação da água afeta o meio ambiente e quais são os impactos na região”, acrescenta o especialista.

#####Sem alternativa
Um funcionário do governo japonês disse que não há alternativa a não ser despejar a água no mar.

\"Não temos opção senão despejar essa água contaminada ao mar como medida de segurança\", disse o porta-voz do governo, Yukio Edano.

Segundo informações da rede de televisão japonesa NHK, os funcionários verteram o líquido de cor branca em um túnel que conduz à fossa onde no sábado (2) foi detectada uma rachadura de cerca de 20 centímetros, que permite que água com uma elevada radioatividade vaze para o mar.

#####Número de mortos
O Japão foi atingido no dia 11 de março por um terremoto de magnitude 9, seguido por um tsunami, na região nordeste do país. Segundo último balanço divulgado pela polícia nesta segunda-feira (4), o número de mortos aumentou para 12.157. Os desaparecidos totalizam 15.496 pessoas.

Além disso, quase 160 mil pessoas que moravam nas províncias de Miyagi, Iwate e Fukushima, as mais devastadas pela catástrofe, continuam abrigadas nos 2.100 refúgios temporários.

* (Com agências internacionais)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mundo

Brasil e outros 31 países assinam declaração sobre saúde da mulher

há 2 dias atrás
Brasil e banco americano assinam acordo de US$ 1 bi em investimentos
Mundo

Brasil e banco americano assinam acordo de US$ 1 bi em investimentos

há 5 dias atrás
Brasil e banco americano assinam acordo de US$ 1 bi em investimentos
Conmebol confirma calendário 2021 para Copa América, Libertadores, eliminatórias e Sul-Americana
Futebol

Conmebol confirma calendário 2021 para Copa América, Libertadores, eliminatórias e Sul-Americana

04/10/2020 13:21
Conmebol confirma calendário 2021 para Copa América, Libertadores, eliminatórias e Sul-Americana
EUA: presidente e primeira-dama têm teste positivo para covid-19
Covid-19

EUA: presidente e primeira-dama têm teste positivo para covid-19

02/10/2020 11:35
EUA: presidente e primeira-dama têm teste positivo para covid-19
Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga
Insetos

Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga

29/09/2020 07:38
Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga
Últimas Notícias