Dourados – MS sexta, 25 de setembro de 2020
Dourados
35º max
19º min
CURIOSIDADES

Hacker mostrou como fez para fraudar eleições

31 Mar 2016 - 10h07
Hacker mostrou como fez para fraudar eleições. - Crédito: Foto: DivulgaçãoHacker mostrou como fez para fraudar eleições. - Crédito: Foto: Divulgação
Junto de um especialista em transmissão de dados, Reinaldo Mendonça, e de um delegado, Alexandre Neto, o jovem hacker de 19 anos, identificado como Rangel, mostrou como teve acesso ilegal e privilegiado à internet da Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro, sob responsabilidade técnica na empresa de telefonia Oi.

"A gente entra na rede da Justiça Eleitoral quando os resultados estão sendo transmitidos para a totalização e depois que 50% dos dados já foram transmitidos, atuamos. Modificamos resultados mesmo quando a totalização está prestes a ser fechada", explicou Rangel, ao detalhar em linhas gerais como atuava para fraudar resultados.

Especialistas ficaram de boca aberta após demonstração

O depoimento do hacker – disposto a colaborar com as autoridades – foi chocante até para os palestrantes convidados para o seminário, como a Dra. Maria Aparecida Cortiz, advogada que há dez anos representa o PDT no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para assuntos relacionados à urna eletrônica; o professor da Ciência da Computação da Universidade de Brasília, Pedro Antônio Dourado de Rezende, que estuda as fragilidades do voto eletrônico no Brasil, também há mais de dez anos; e o jornalista Osvaldo Maneschy, coordenador e organizador do livro Burla Eletrônica, escrito em 2002 ao término do primeiro seminário independente sobre o sistema eletrônico de votação em uso no país desde 1996.

Sob proteção policial 24 horas por dia

Rangel, que está vivendo sob proteção policial e já prestou depoimento na Polícia Federal, declarou aos presentes que não atuava sozinho: fazia parte de pequeno grupo que – através de acessos privilegiados à rede de dados da Oi – alterava votações antes que elas fossem oficialmente computadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Fernando Peregrino, coordenador do seminário onde foi apresentado como foi burlada a eleição, por sua vez, cobrou providências:

"Um crime grave foi cometido nas eleições municipais deste ano, Rangel o está denunciando com todas as letras – mas infelizmente até agora a Polícia Federal não tem dado a este caso a importância que ele merece porque ele atinge a essência da própria democracia no Brasil, o voto dos brasileiros" – argumentou Peregrino.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro
CoronaVac

Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro

22/09/2020 11:35
Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro
GP de F1 na Alemanha poderá ter a presença de público
Fórmula 1

GP de F1 na Alemanha poderá ter a presença de público

21/09/2020 17:33
GP de F1 na Alemanha poderá ter a presença de público
Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF
Covid-19

Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF

18/09/2020 17:36
Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF
Athletico-PR ganha do Jorge Wilstermann de virada
Libertadores

Athletico-PR ganha do Jorge Wilstermann de virada

16/09/2020 12:01
Athletico-PR ganha do Jorge Wilstermann de virada
Libertadores retorna nesta terça, em meio à insatisfação de clubes
Futebol

Libertadores retorna nesta terça, em meio à insatisfação de clubes

14/09/2020 18:02
Libertadores retorna nesta terça, em meio à insatisfação de clubes
Últimas Notícias