Dourados – MS sexta, 14 de junho de 2024
19º
Paz e segurança

Guterres pede rápida implementação de acordo por cessar-fogo e libertação de reféns em Gaza

Secretário-geral da ONU pediu implementação de acordo pelo fim da violência e retorno de reféns, elogiando a resolução do Conselho de Segurança adotada na segunda-feira

11 Jun 2024 - 12h45Por ONU News
Na Jordânia, secretário-geral da ONU, António Guterres, pede uma resposta humanitária urgente em Gaza - Crédito: ONU/Mohammad AliNa Jordânia, secretário-geral da ONU, António Guterres, pede uma resposta humanitária urgente em Gaza - Crédito: ONU/Mohammad Ali

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que o acordo de cessar-fogo em Gaza e libertação de todos os reféns precisa ser implementado rapidamente. 

Em vista à Jordânia para uma conferência internacional sobre a situação humanitária no enclave, o chefe da ONU elogiou a resolução adotada pelo Conselho de Segurança e insistiu que, após oito meses de violência, “o horror precisa acabar”.

Vista do Conselho de Segurança da ONU enquanto os membros votam a favor do projeto de resolução sobre a situação em Gaza.Vista do Conselho de Segurança da ONU enquanto os membros votam a favor do projeto de resolução sobre a situação em Gaza - Foto: UN Photo/Eskinder Debebe

 

Acordo de cessar-fogo

Ele saudou a iniciativa de paz recentemente sugerida pelo governo americano e pediu a todas as partes que “aproveitem essa oportunidade e cheguem a um acordo”.  

Guterres reforçou seu apelo para que as obrigações com o direito internacional humanitário sejam respeitadas, incluindo a facilitação de entrega de ajuda humanitária dentro e fora de Gaza. 

Na segunda-feira, o texto redigido pelos Estados Unidos pediu ao Hamas que aceitasse uma proposta de cessar-fogo anunciada em 31 de maio pelo presidente Joe Biden, que já foi aceita por Israel, de acordo com a Casa Branca.

O texto pede que ambas as partes implementem totalmente os termos da proposta "sem demora e sem condições". Foi adotado por uma ampla maioria, com 14 votos a favor e a abstenção da Rússia, que optou por não exercer seu poder de veto.

Unrwa continua fornecendo assistência médica a pessoas vulneráveis, incluindo crianças e idososUnrwa continua fornecendo assistência médica a pessoas vulneráveis, incluindo crianças e idosos - Foto: © PMA/Ali Jadallah

 

Apoiando a Unrwa

No evento desta terça-feira, o secretário-geral insistiu que a presença da Agência da ONU para Refugiados Palestinos, Unrwa, continuará sendo fundamental “não apenas durante o conflito, mas também após”. A entidade tem sido condenada por líderes israelenses. 

Segundo dados apontados por Guterres, os últimos relatórios revelam que cerca de 60% de todos os edifícios residenciais e pelo menos 80% das instalações comerciais foram danificados pelo bombardeio israelense em Gaza, com instalações de saúde e instituições educacionais reduzidas completamente destruídas. 

Além disso, mais de 1 milhão de crianças sofreram traumas e precisam de apoio psicossocial e da “segurança e esperança que suas escolas costumavam oferecer”. O líder das Nações Unidas insistiu que somente a Unrwa tem a capacidade, as habilidades e as redes necessárias para apoiar o povo palestino a enfrentar o imenso desafio de saúde e educação.

Fornecimento de assistência médica em Gaza Fornecimento de assistência médica em Gaza “está por um fio" - Foto: UNICEF

 

Obstáculos ao acesso à ajuda 

O chefe da ONU reforçou as advertências dos trabalhadores humanitários sobre a emergência causada pela falta de acesso à ajuda. 

Ele observou que "pelo menos metade de todas as missões de ajuda humanitária têm acesso negado, são impedidas ou canceladas por motivos operacionais ou de segurança". 

Em Genebra, o escritório de direitos humanos da ONU expressou “profundo choque” com o impacto da operação de libertação de reféns no campo de refugiados de Nuseirat, em Gaza, no fim de semana.

O porta-voz Jeremy Laurence disse que centenas de palestinos, muitos civis, foram mortos e feridos e que a forma como o ataque foi conduzido "em uma área tão densamente povoada coloca seriamente em questão" se as forças israelenses respeitaram os princípios de distinção, proporcionalidade e precaução, conforme estabelecido nas leis da guerra.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Total de deslocados à força no mundo chega a 120 milhões
Migrantes e refugiados

Total de deslocados à força no mundo chega a 120 milhões

13/06/2024 22:45
Total de deslocados à força no mundo chega a 120 milhões
Perigo dos resíduos acumulados em áreas povoadas de Gaza preocupa a ONU
Paz e segurança

Perigo dos resíduos acumulados em áreas povoadas de Gaza preocupa a ONU

13/06/2024 21:45
Perigo dos resíduos acumulados em áreas povoadas de Gaza preocupa a ONU
Violência contra crianças em conflitos armados aumenta 21% em 2023
Direitos humanos

Violência contra crianças em conflitos armados aumenta 21% em 2023

13/06/2024 20:40
Violência contra crianças em conflitos armados aumenta 21% em 2023
Nova resolução da ONU exige fim do cerco de paramilitares a cidade de Darfur
Paz e segurança

Nova resolução da ONU exige fim do cerco de paramilitares a cidade de Darfur

13/06/2024 19:45
Nova resolução da ONU exige fim do cerco de paramilitares a cidade de Darfur
Guterres destaca desafios para economia global nos 60 anos da Unctad
Desenvolvimento econômico

Guterres destaca desafios para economia global nos 60 anos da Unctad

12/06/2024 22:45
Guterres destaca desafios para economia global nos 60 anos da Unctad
Últimas Notícias