Dourados – MS segunda, 10 de agosto de 2020
Dourados
32º max
18º min
Segurança e Saúde JBS
Mundo

Franceses fazem homenagem às vítimas do atentado em Nice

18 Jul 2016 - 08h46
Nice – Franceses fizeram um minuto de silêncio na Promenade des Anglais, pelas vítimas do ataque do último dia 14 de julho, quando um homem atropelou uma multidão que acompanhava a queima de fogos de artifício por ocasião da queda da Bastilha
Jeremy Lempi - Nice – Franceses fizeram um minuto de silêncio na Promenade des Anglais, pelas vítimas do ataque do último dia 14 de julho, quando um homem atropelou uma multidão que acompanhava a queima de fogos de artifício por ocasião da queda da Bastilha Jeremy Lempi -
Franceses prestaram uma homenagem nesta segunda-feira (18) às mais de 80 vítimas do massacre ocorrido em Nice, na semana passada, e fizeram um minuto de silêncio diante do Monument du Centenaire, próximo à avenida Promenade des Anglais, palco do ataque.

Líderes franceses, prefeitos e representantes diplomáticos, como a cônsul italiana Serena Lippi, compareceram à cerimônia.

O primeiro-ministro da França, Manuel Valls também foi ao evento, mas recebeu vaias do público ao chegar ao local e gritos para que ele "trocasse de emprego". Ontem (17) ele disse que o ataque não era evitável e que não existe "chance zero para o terrorismo".


Na noite da última quinta-feira (14), no feriado em que se comemora à queda da Bastilha, Mohamed L. Bouhlel, de 31 anos, atropelou uma multidão que se reunia para assistir à tradicional queima de fogos na orla de Nice. Ele dirigiu um caminhão por cerca de dois quilômetros a uma velocidade de 80 km/h. Mais de 80 pessoas morreram e 200 ficaram feridas, sendo 54 crianças e 50 em estado gravíssimo.

A França, que já foi alvo de um atentado em novembro cometido pelo grupo extremista Estado Islâmico que deixou 130 mortos, investiga se o massacre em Nice tem ligações com terrorismo. Um tio do autor do ataque disse à agência Associated Press que Bouhlel se "radicalizou" há cerca de "duas semanas", através de um recrutador argelino membro do Estado Islâmico em Nice. Mas as autoridades francesas não confirmaram a informação.

O ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, ressaltou que, "até o momento, não foram comprovadas ligações com redes terroristas". "Não podemos excluir que ele era um indivíduo desequilibrado e muito violento. E me parece que sua psicologia mostra estes traços de caráter. [É preciso confirmar] Se foi apenas um momento de surto ou uma radicalização rápida", comentou Cazeneuve.

Apesar disso, Valls e o presidente François Hollande vêm dizendo, desde a semana passada, que o massacre em Nice tem padrões de ataque terrorismo.

Hollande também ordenou aumentar o combate ao Estado Islâmico. De acordo com o ministro da Defesa, Jean-Yves Le Drian, foram realizados novos ataques nesta madrugada contra posições do Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

Também hoje, a secretária de Estado Juliette Meadel garantiu à Ansa que, a partir da semana que vem, serão concedidas as primeiras indenizações às vítimas do ataque.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cepal diz que comércio internacional da América Latina cairá 23%
Economia

Cepal diz que comércio internacional da América Latina cairá 23%

07/08/2020 08:00
Cepal diz que comércio internacional da América Latina cairá 23%
Diretor do Instituto Butantan defende confiabilidade de vacina chinesa
CoronaVac

Diretor do Instituto Butantan defende confiabilidade de vacina chinesa

06/08/2020 14:29
Diretor do Instituto Butantan defende confiabilidade de vacina chinesa
Dólar opera em alta após novo corte na taxa de juros
Economia

Dólar opera em alta após novo corte na taxa de juros

06/08/2020 12:30
Dólar opera em alta após novo corte na taxa de juros
Efeitos da pandemia serão sentidos por décadas, diz chefe da OMS
Pandemia

Efeitos da pandemia serão sentidos por décadas, diz chefe da OMS

06/08/2020 07:12
Efeitos da pandemia serão sentidos por décadas, diz chefe da OMS
Demissão

Latam vai demitir 2,7 mil tripulantes

05/08/2020 18:02
Últimas Notícias