Dourados – MS terça, 20 de outubro de 2020
Dourados
32º max
20º min
Influx
Mundo

França e Reino Unido ameaçam a Líbia com zona de exclusão aérea

04 Mar 2011 - 00h35
França e Reino Unido informaram ao ditador líbio Muammar Kadhafi nesta quinta-feira (3) que, se os ataques contra cidadãos de seu país continuarem, farão pressão pela imposição de uma zona de exclusão aérea sobre o território líbio.

O aviso foi emitido após discussões em Paris entre o ministro de Relações Exterior francês, Alain Juppé, e seu colega britânico, William Hague.

Reino Unido e França querem que Kadhafi, no poder desde 1969, renuncie e estão trabalhando sobre propostas \"ousadas e ambiciosas\" a serem apresentadas a uma reunião de líderes da União Europeia, na próxima semana, para discutir a intensificação da pressão sobre a Líbia, disseram os dois ministros.


Na segunda-feira, Londres e Paris convocaram uma reunião de líderes europeus para discutir a Líbia. A cúpula foi marcada para 11 de março.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que seu país estuda planos /para a declaração de uma zona de exclusão aérea militar.


O chanceler francês, Juppé, disse que essa opção pode e deve ser considerada, mas apenas se tiver o endosso de uma decisão do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Qualquer envolvimento militar estrangeiro em países árabes é uma questão delicada para países ocidentais, que têm a consciência incômoda de que o Iraque sofreu anos de derramamento de sangue e violência da rede terrorista da al-Qaeda depois da invasão liderada pelos EUA em 2003 que afastou Saddam Hussein do poder.

\'\"França não pensa que, nas circunstâncias atuais, uma intervenção militar ou forças da Otan seriam bem-vindas no sul do Mediterrâneo, podendo ser contraproducente\", disse Juppé.

\"Isto dito, em vista das ameaças do coronel Kadhafi, precisamos estar em condições de reagir, e é por isso que concordamos com planos de uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia\", acrescentou.

Autoridades dos EUA dizem que não estão excluindo qualquer possibilidade, mas a secretária de Estado Hillary Clinton afirmou esta semana que uma zona de exclusão aérea não constitui uma prioridade imediata.

O secretário da Defesa norte-americano, Robert Gates, destacou o que está implícito em uma zona de exclusão aérea quando, na quarta-feira, disse que tal iniciativa teria de começar com um ataque à Líbia para destruir as defesas aéreas. (G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Conmebol confirma calendário 2021 para Copa América, Libertadores, eliminatórias e Sul-Americana
Futebol

Conmebol confirma calendário 2021 para Copa América, Libertadores, eliminatórias e Sul-Americana

04/10/2020 13:21
Conmebol confirma calendário 2021 para Copa América, Libertadores, eliminatórias e Sul-Americana
EUA: presidente e primeira-dama têm teste positivo para covid-19
Covid-19

EUA: presidente e primeira-dama têm teste positivo para covid-19

02/10/2020 11:35
EUA: presidente e primeira-dama têm teste positivo para covid-19
Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga
Insetos

Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga

29/09/2020 07:38
Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga
Brasil

Governo libera entrada de estrangeiros em todos os aeroportos do país

25/09/2020 12:01
Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro
CoronaVac

Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro

22/09/2020 11:35
Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro
Últimas Notícias