Dourados – MS segunda, 25 de janeiro de 2021
Dourados
29º max
22º min
Influx
Mundo

França alerta para riscos de água do mar injetada na usina em Fukushima

23 Mar 2011 - 15h35
Imagem mostra fumaça escura saindo de um reator
de Fukushima. - Crédito: Foto: Tepco/ Press JiJi/AFP PhotoImagem mostra fumaça escura saindo de um reator de Fukushima. - Crédito: Foto: Tepco/ Press JiJi/AFP Photo
O Instituto de Radioproteção e Segurança Nuclear (IRSN) da França advertiu nesta quarta-feira (23) que a presença de sal na água injetada na usina nuclear japonesa de Fukushima pode alterar a \"muito curto prazo\" a refrigeração do combustível.

O organismo manifestou particularmente sua preocupação com o risco de cristalização do sal injetado com a água de mar nos reatores, que poderia provocar, entre outros efeitos, \"corrosão ou um impacto sobre a refrigeração dos núcleos\".

\"Conviria reconstituir as reservas de água doce\", recomendou o organismo, que acrescentou que \"os reatores 1, 2 e 3 se encontram em um estado particularmente crítico diante da ausência de uma fonte de refrigeração permanente\". \"As piscinas necessitam receber água regularmente\", revelou o instituto, segundo o qual \"se está analisando a viabilidade de uma alimentação direta a partir dos sistemas de refrigeração\".

O IRSN destacou que, mais uma vez, a prioridade está em por em funcionamento esse sistema, que ficou sem energia elétrica como consequência do terremoto e do tsunami que atingiu o Japão em 11 de março.

Na manhã desta quarta-feira, operários que trabalhavam no reator 3 da usina nuclear de Fukushima Daiichi foram retirados do complexo evido a uma fumaça escura que começou a sair da unidade, uma das mais afetadas pelas recentes explosões.

Por volta das 16h30 da hora local (4h30 de Brasília), uma espessa fumaça escura foi vista saindo do danificado reator 3 da usina. Não há ainda informações sobre as causas da fumaça, informou a Tokyo Electric Power Company (Tepco), a operadora da central atômica.

Desde que foi suspenso o sistema de energia da usina, os japoneses lutavam contra o tempo para manter a refrigeração dos reatores, usando até mesmo água do mar para evitar superaquecimento e um possível acidente radioativo.

Esta é a segunda vez em dois dias em que é observada fumaça escura saindo do reator 3, o que indica, segundo os especialistas consultados pela rede de TV local “NHK”, que não se trata de vapor d\'água. A unidade 3 é uma das mais perigosas, porque funciona com uma mistura de urânio e plutônio.

Na noite de terça-feira (22), os operários da central conseguiram restabelecer a eletricidade do painel de controle da unidade, o que permitiria iniciar algumas funções internas e medir a temperatura e a pressão da instalação. (G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Larry King, apresentador, morre aos 87 anos
Mundo

Larry King, apresentador, morre aos 87 anos

23/01/2021 14:05
Larry King, apresentador, morre aos 87 anos
Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos
Mundo

Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos

20/01/2021 15:26
Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos
Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial
Futebol

Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial

20/01/2021 09:57
Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial
Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena
Tênis

Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena

20/01/2021 07:52
Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena
Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia
Mundo

Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia

09/01/2021 10:02
Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia
Últimas Notícias