Dourados – MS sábado, 28 de novembro de 2020
Dourados
36º max
23º min
Imaculada-Desk
Imaculada-Mobile
Mundo

Exército do Egito prende e agride manifestantes, denunciam ativistas

10 Fev 2011 - 17h35
O Exército do Egito prendeu dezenas de egípcios envolvidos nos protestos de massa contra o governo do presidente Hosni Mubarak e cometeu abusos contra alguns detidos, disseram nesta quinta-feira (10) ativistas egípcios e grupos dos EUA de defesa dos direitos humanos.

O Exército foi enviado às ruas em 28 de janeiro para restaurar a ordem. Foi saudado pelos manifestantes, que o viram como força neutra. O Exército disse que protegeria os manifestantes contra partidários de Mubarak que os vêm atacando, mas também pediu que os manifestantes voltassem para casa.

\'Desde 31 de janeiro a Human Rights Watch documentou a prisão arbitrária por policiais do Exército de pelo menos 20 manifestantes que estavam deixando a praça Tahrir ou se dirigindo a ela\', disse a HRW, sediada em Nova York, em comunicado.

\'A maioria dessas prisões ocorreu nas proximidades da praça ou em outros locais do Cairo de onde manifestantes estavam levando provisões à praça.\'

A HRW disse que documentou pelo menos cinco casos de tortura. Um detido que foi libertado disse à HRW que viu oficiais militares aplicarem choques elétricos em pelo menos 12 detidos em 1 de fevereiro.

O Exército nega que tenha abusado de manifestantes.

\'As forças armadas negam qualquer abuso de manifestantes. As forças armadas se atêm ao princípio de proteger manifestantes pacíficos e nunca disparou, nem vai disparar, contra manifestantes\', disse uma fonte das Forças Armadas, respondendo às acusações.

A HRW disse que pelo menos 119 pessoas foram detidas desde que o exército foi para as ruas. O exército entrou em ação depois de a polícia ter perdido o controle e ter sido retirada das cidades egípcias maiores.

Os detidos incluem manifestantes, ativistas de direitos humanos e jornalistas que cobriam os protestos. Não ficou claro quantas pessoas continuam detidas.

(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Morre o ídolo argentino Diego Maradona aos 60 anos
futebol

Morre o ídolo argentino Diego Maradona aos 60 anos

25/11/2020 13:01
Morre o ídolo argentino Diego Maradona aos 60 anos
Joe Biden garante votos para ser eleito presidente dos Estados Unidos
Mundo

Joe Biden garante votos para ser eleito presidente dos Estados Unidos

07/11/2020 16:04
Joe Biden garante votos para ser eleito presidente dos Estados Unidos
PF pede bloqueio de R$ 130 milhões em criptoativos depositados nos EUA
Mundo

PF pede bloqueio de R$ 130 milhões em criptoativos depositados nos EUA

06/11/2020 09:37
PF pede bloqueio de R$ 130 milhões em criptoativos depositados nos EUA
Halloween: a curiosa origem do Dia das Bruxas
Dia das Bruxas

Halloween: a curiosa origem do Dia das Bruxas

31/10/2020 14:05
Halloween: a curiosa origem do Dia das Bruxas
Mundo

Brasil e outros 31 países assinam declaração sobre saúde da mulher

23/10/2020 15:09
Últimas Notícias