Dourados – MS terça, 11 de maio de 2021
Dourados
30º max
17º min
Vacinação 2
Mundo

Dilma recebe lenço das mães e avós da Praça de Maio

31 Jan 2011 - 23h35
A presidente Dilma Rousseff se reúne com as
Mães da Praça de Maio, na Argentina
 - Crédito: Foto: Nathalia Passarinho/G1A presidente Dilma Rousseff se reúne com as Mães da Praça de Maio, na Argentina - Crédito: Foto: Nathalia Passarinho/G1
A presidente Dilma Rousseff se reuniu às 15h30 desta segunda-feira (31), na Argentina, com as mães e avós da Praça de Maio, mulheres que perderam os filhos e netos na ditadura argentina. O encontro foi na Casa Rosada, sede do goveno do país.

Aplaudida de pé, Dilma recebeu um lenço branco, símbolo do grupo de senhoras que luta há 33 anos para esclarecer a morte dos filhos e encontrar netos que foram adotados ilegalmente durante o regime autoritário.

Depois de cumprimentá-las, Dilma acenou, ao lado da presidente argentina, Cristina Kirchner, do balcão da Casa Rosada. A presidente brasileira foi recebida por populares com gritos de “Dilma, Dilma”.

A reunião com as mães e avós da Praça de Maio é simbólico porque Dilma lutou contra a ditadura militar no Brasil e chegou a ser torturada. Emocionadas com o encontro, as mães e avós da Praça de Maio deram longos abraços na presidente. A presidente das Avós da Praça de Maio, Estela de Carlotto, ficou encarregada de entregar o lenço a Dilma.


Ao G1, Estela disse, neste domingo, esperar que a presidente brasileira batalhe para esclarecer as circunstâncias das mortes de militantes brasileiros nas décadas de 60 e 70. Para ela, a “memória da ditadura” é essencial para evitar o retorno de formas opressivas de governo.

“Não nos cabe a menor dúvida de que a presidente Dilma buscará a verdade da justiça e da memória. Vai buscar a verdade de uma história de opressão da ditadura. Queremos saber quantas são as vítimas da ditadura no Brasil”, afirmou.saiba mais

Estela contou que, no encontro com Dilma, as Avós da Praça de Maio vão transmitir a experiência de busca por filhos e netos desaparecidos. Por meio de um método de cruzamento de informações e exames de DNA, o grupo conseguiu localizar 102 homens e mulheres que foram tiradios dos pais militantes durante a ditadura e “doados” a outras pessoas.

#####Reuniões
Antes de se encontrar com as mães e avós da Praça de Maio, Dilma teve uma reunião reservada de quase duas horas com Cirstina Kirchner. A agenda na Argentina começou com mais de uma hora de atraso.

Ainda nesta tarde, as duas governantes realizam uma reunião ampliada, com ministros argentinos e brasileiros. Em seguida, as duas seguem para a assinatura de atos e fazem uma declaração conjunta à imprensa.

(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Internacional

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

11/05/2021 14:30
Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Saúde

Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19

30/04/2021 18:30
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Mundo

Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno

26/04/2021 14:12
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping
Olimpíada

Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping

15/04/2021 10:00
Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping
Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro
mundo

Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro

14/04/2021 13:15
Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro
Últimas Notícias