Dourados – MS terça, 20 de fevereiro de 2024
24º
Cassems
Clima e Meio Ambiente

COP28: Guterres pede ações imediatas e vontade política para evitar "colapso e incêndio do planeta"

Secretário-geral da ONU alerta sobre estado crítico destacando urgência de cortar emissões, adotar energias renováveis e garantir justiça climática

01 Dez 2023 - 21h45Por ONU News
O secretário-geral da ONU, António Guterres, fez um apelo na abertura da Cúpula do Clima, COP28, afirmando que ainda é possível evitar o "colapso e incêndio do planeta" se os líderes mundiais agirem com urgência e vontade política - Crédito: COP28/Walaa AlshaerO secretário-geral da ONU, António Guterres, fez um apelo na abertura da Cúpula do Clima, COP28, afirmando que ainda é possível evitar o "colapso e incêndio do planeta" se os líderes mundiais agirem com urgência e vontade política - Crédito: COP28/Walaa Alshaer

O secretário-geral da ONU, António Guterres, fez um apelo na abertura da Cúpula do Clima, COP28, afirmando que ainda é possível evitar o “colapso e incêndio do planeta” se os líderes mundiais agirem com urgência e vontade política.

Ao discursar no evento desta sexta-feira, ele adicionou que a questão climática “é uma doença que somente os líderes globais podem curar”. O líder das Nações Unidas reiterou o pedido de eliminação da dependência de combustíveis fósseis, redução de emissões e para que a promessa de justiça climática seja cumprida. 

O secretário-geral da ONU, António Guterres, fez um apelo na abertura da Cúpula  do Clima, COP28, afirmando que ainda é possível evitar o O secretário-geral da ONU, António Guterres, fez um apelo na abertura da Cúpula do Clima, COP28, afirmando que ainda é possível evitar o “colapso e incêndio do planeta” se os líderes mundiais agirem com urgência e vontade política - Foto: © COP28/Christophe Viseux

 

"Façam esta COP valer a pena"

O secretário-geral elogiou o avanço alcançado na quinta-feira, no primeiro dia da conferência, após o acordo sobre a operacionalização de um fundo para perdas e danos. O propósito é ajudar os países mais vulneráveis do mundo a pagar pelos impactos de desastres climáticos.

Destacando um “quadro preocupante do caos climático”, o chefe da ONU disse que o aquecimento global está estourando orçamentos, aumentando os preços dos alimentos, perturbando os mercados de energia e alimentando uma crise de custo de vida.

Ele alertou que o mundo está distante dos objetivos do Acordo de Paris e “a minutos da meia-noite para o limite de 1,5ºC.”

Guterres enfatizou que o sucesso da conferência de Dubai dependerá do resultado da iniciativa “Global Stocktake”, na qual os países vão avaliar pela primeira vez o progresso na redução do aquecimento global. O avanço pode colocar o mundo no caminho para alcançar as metas de temperatura, financiamento e adaptação.

Sem mais tempo a perder

Ele ressaltou as três frentes de trabalho para mitigar a crise climática. Primeiro, Guterres destacou que é necessário um corte drástico nas emissões de gases de efeito estufa, já que as políticas atuais apontam para o aumento de temperatura de 3ºC.

O chefe da ONU também recomendou a aceleração da transição “justa e equitativa” para energias renováveis, afirmando que “um planeta em chamas não pode ser salvo com um jorro de combustíveis fósseis”.

Por fim, ele apontou que será necessário cumprir com as metas de justiça climática em um mundo “desigual e dividido”, pedindo o aumento no financiamento, incluindo para adaptação e perdas e danos.

Ele reforçou que os países desenvolvidos devem dobrar o financiamento para adaptação para US$ 40 bilhões por ano até 2025 e fornecer detalhes sobre como planejam cumprir.

Foto em grupo de líderes mundiais, incluindo o Secretário-Geral da ONU, António Guterres (no centro), na abertura da Cúpula Mundial de Ação Climática COP28, em Expo City, Dubai, Emirados Árabes Unidos.Foto em grupo de líderes mundiais, incluindo o Secretário-Geral da ONU, António Guterres (no centro), na abertura da Cúpula Mundial de Ação Climática COP28, em Expo City, Dubai, Emirados Árabes Unidos - Foto: COP28/Mahmoud Khaled

 

Ebulição global

Na COP28, o presidente da Assembleia Geral, Dennis Francis, disse que tem uma alta expectativa em relação aos encontros dos líderes em abril e setembro de 2024 e, Nova Iorque. Ele fez um apelo pela unidade e pela solidariedade diante da crise climática.  

Para ele, os esforços globais devem ser estimulados para triplicar a capacidade de energia renovável e limitar o aumento da temperatura a 1,5º C, tendo o Acordo de Paris “como melhor resposta aos efeitos da crise do clima”.

Francis declarou que a situação de “ebulição global” em andamento exige “uma nova revolução industrial, mais sustentável, mais resiliente e mais equitativa”. 

Ele pediu uma “transição justa para sistemas energéticos sustentáveis e uma adaptação para resiliência e sustentabilidade”. Para Dennis Francis, as capacidades e as ferramentas para o fazer estão ao alcance sem deixar ninguém para trás. 

Francis também elogiou o Fundo para Perdas e Danos e destacou os esforços internacionais para tornar as subvenções e o financiamento comunitários mais disponíveis e rapidamente acessíveis.

Líderes globais

Também nesta sexta-feira, o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva discursou na abertura da COP28. Ele ressaltou como o país tem sofrido com eventos climáticos e apontou que enquanto há pouco financiamento para a agenda do clima, muito é investido em armamento.

Segundo Lula, no ano passado, “o mundo gastou mais de US$ 2,2 trilhões em armas”. Em sua opinião, a quantia poderia ser investida no combate à fome e no enfrentamento da mudança climática.

Ele fez um apelo para que os países retomem a “crença no multilateralismo”, adicionando que é “inexplicável” que a ONU não seja capaz de manter a paz porque “alguns de seus membros lucram com a guerra”.

Nos próximos dois dias, líderes de mais de 160 países devem fazer discursos com sua visão para enfrentar a crise climática.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil pede que Corte declare ilegal ocupação de Israel na Palestina
Paz e segurança

Brasil pede que Corte declare ilegal ocupação de Israel na Palestina

20/02/2024 17:30
Brasil pede que Corte declare ilegal ocupação de Israel na Palestina
Em reunião sobre Afeganistão, Guterres fala de anseio de todos pela paz
Paz e segurança

Em reunião sobre Afeganistão, Guterres fala de anseio de todos pela paz

19/02/2024 22:45
Em reunião sobre Afeganistão, Guterres fala de anseio de todos pela paz
Piora da situação alimentar afeta 25 milhões de pessoas no Sudão
Ajuda humanitária

Piora da situação alimentar afeta 25 milhões de pessoas no Sudão

19/02/2024 22:30
Piora da situação alimentar afeta 25 milhões de pessoas no Sudão
Gaza: Hospital Nasser continua cercado e pacientes em cuidado intensivo morrem
Paz e segurança

Gaza: Hospital Nasser continua cercado e pacientes em cuidado intensivo morrem

19/02/2024 20:30
Gaza: Hospital Nasser continua cercado e pacientes em cuidado intensivo morrem
Egito lidera esforços humanitários em crises de Gaza e Sudão
Ajuda humanitária

Egito lidera esforços humanitários em crises de Gaza e Sudão

18/02/2024 19:00
Egito lidera esforços humanitários em crises de Gaza e Sudão
Últimas Notícias