Dourados – MS terça, 11 de maio de 2021
Dourados
30º max
17º min
Vacinação 2
Mundo

Contratações do PAC deverão ser feitas pelo Sine

31 Mar 2011 - 16h15
O ministro-chefe da Secretaria-Geral da
Presidência, Gilberto Carvalho reúne-se com
representantes das centrais sindicais, construtoras
para debater os problemas trabalhistas nas obras
do PAC - Crédito: Foto: Valter Campanato/ ABrO ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho reúne-se com representantes das centrais sindicais, construtoras para debater os problemas trabalhistas nas obras do PAC - Crédito: Foto: Valter Campanato/ ABr
Após reunião do governo federal com centrais sindicais e construtoras, no Palácio do Planalto, sindicalistas afirmaram nesta quinta-feira (31) que o Sistema Nacional de Emprego (Sine), órgão do Ministério do Trabalho, deverá assumir as contratações dos trabalhadores em obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

De acordo com o vice-presidente da Força Sindical, Miguel Torres, há consenso de que é preciso eliminar a figura dos “gatos”, empresas que terceirizam, muitas vezes de forma irregular, a contratação de funcionários.

“Há consenso sobre o sistema de contratação de funcionários, com a eliminação do gato. O Sine, provavelmente, será o órgão responsável pela contratação. É preciso apenas avaliar questões de infraestrutura”, disse Torres.

Nas últimas semanas, obras do PAC foram paralisadas, como a construção das hidrelétricas de Jirau, em Porto Velho, e de Santo Antonio, no Rio Madeira. Segundo as centrais e as construtoras, cerca de 80 mil trabalhadores de obras do PAC em quatro estados estão parados. Eles reivindicam maiores salários, qualidade no transporte e melhores condições de trabalho. Há 22 mil trabalhadores parados em Jirau, 16 mil em Santo Antonio, 34 mil na Petroquímica de Suape, 7 mil em obras na Bahia e 3 mil em uma obra do PAC no Mato Grosso do Sul.

Jirau e Santo Antonio
O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, continua reunido com representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e com representantes de construtoras para tratar das paralisações em Jirau e Santo Antonio.

Os operários que trabalham na construção da Usina Hidrelétrica de Santo Antonio, em Rondônia, não retornaram ao trabalho nesta semana, como previsto. A Justiça do Trabalho de Rondônia tinha determinado, na sexta-feira (25), que os funcionários voltassem às atividades.

De acordo com o secretário de Relações de Trabalho da CUT, Messias Melo, a central irá recorrer da decisão da Justiça. “Não haverá volta ao trabalho sem melhoria das condições. Vamos recorrer”, afirmou. (G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Internacional

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

há 38 minutos atrás
Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Saúde

Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19

30/04/2021 18:30
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Mundo

Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno

26/04/2021 14:12
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping
Olimpíada

Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping

15/04/2021 10:00
Cortes em razão da covid-19 impactam programa antidoping
Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro
mundo

Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro

14/04/2021 13:15
Casa Branca anuncia retirada de tropas do Afeganistão até setembro
Últimas Notícias