Dourados – MS sexta, 29 de maio de 2020
Dourados
26º max
11º min
JBS (Fazer o bem)
Mundo

Começam audiências do caso Jackson

04 Jan 2011 - 13h28
O médico de Michael Jackson Conrad Murray
 - Crédito: Foto: APO médico de Michael Jackson Conrad Murray - Crédito: Foto: AP
O coreógrafo e produtor Kenny Ortega, responsável pela turnê “This is it” de Michael Jackson, vai testemunhar nas audiências preliminares que decidirão se Conrad Murray, médico de Michael, vai a julgamento pela morte do cantor, diz o site TMZ.

Segundo a página, especializada na cobertura de celebridades, Ortega deve testemunhar que, em 19 de junho de 2009, uma semana antes de sua morte, Michael reclamou que sentia frio e que não conseguia se apresentar, cancelando um ensaio.

Numa reunião com produtores sobre a saúde de Jackson, Murray teria dito \"coisas terríveis\", mostrando falta de respeito ou preocupação pelo astro pop.

Fontes próximas ao caso disseram ao TMZ que Ortega também dirá que nos dias 23 e 24 de junho, um dia antes de morrer, Michael estava bem, impressionando a equipe de dançarinos presente.

Com o testemunho do diretor, os promotores argumentarão que o cantor estava bem antes de o médico começar a ministrar as drogas que o mataram.

Kenny Ortega também dirigiu o filme \"This is it\", baseado nos ensaios para a turnê.

Jackson, um dos mais bem-sucedidos músicos de todos os tempos, com sucessos como \"Thriller\" e \"Billie Jean\", morreu de overdose de remédio para dormir em 25 de julho de 2009, aos 50 anos, depois de sofrer um ataque cardíaco em sua mansão.

Murray admitiu ter dado uma injeção do poderoso anestésico propofol a Jackson, o que foi um importante fator em sua morte. A droga é usada principalmente em hospitais, mas foi aplicada em Jackson como um sonífero.

As audiências preliminares, que começam nesta terça-feira (4), poderão durar até duas semanas, segundo a defesa, um período ainda mais longo do que as audiências do julgamento de 1995 de O.J. Simpson pelo assassinato de sua ex-mulher.

O caso deverá ir a julgamento, pois o ônus da prova não é muito grande para a promotoria, segundo especialistas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OIT: um em cada seis jovens do mundo está sem trabalho devido à COVID-19
Covid-19

OIT: um em cada seis jovens do mundo está sem trabalho devido à COVID-19

28/05/2020 13:05
OIT: um em cada seis jovens do mundo está sem trabalho devido à COVID-19
Internacional

Retorno à prisão e duras sentenças para Bahá’ís no Irã apesar da crise de saúde

27/05/2020 19:00
Covid-19: OMS interrompe ensaio clínico com hidroxicloroquina
Covid-19

Covid-19: OMS interrompe ensaio clínico com hidroxicloroquina

25/05/2020 15:24
Covid-19: OMS interrompe ensaio clínico com hidroxicloroquina
SAÚDE

Casos de covid-19 no mundo ultrapassam 5 milhões

21/05/2020 07:35
UNAIDS dá boas-vindas a nova ferramenta de prevenção de HIV
Prevenção

UNAIDS dá boas-vindas a nova ferramenta de prevenção de HIV

20/05/2020 18:30
UNAIDS dá boas-vindas a nova ferramenta de prevenção de HIV
Últimas Notícias