Dourados – MS domingo, 05 de dezembro de 2021
Dourados
36º max
23º min
Mundo

Bandeira monárquica da Líbia é utilizada em protestos antigoverno

22 Fev 2011 - 23h35
Bandeira antiga da Líbia hasteada na embaixada líbia de Estocolmo, na Suécia, após uma discussão entre protestantes e o embaixador no país - Crédito: Foto: AFPBandeira antiga da Líbia hasteada na embaixada líbia de Estocolmo, na Suécia, após uma discussão entre protestantes e o embaixador no país - Crédito: Foto: AFP
A bandeira da monarquia líbia do rei Idris, hasteada nesta terça-feira (22) na embaixada de Trípoli em Estocolmo, foi a primeira bandeira do país entre a independência do jugo italiano e a chegada ao poder de Muamar Kadhafi (1951-1969).

Preta, com uma lua crescente, uma estrela e duas faixas, uma vermelha e outra verde, a bandeira monárquica é utilizada pelos manifestantes anti-Kadhafi como símbolo da insurreição que sacode o país.

Essa bandeira, em vigor durante o reino de Idris I (1951-1969), inspirava-se no pendão da Cirenaica (leste), onde Idris era Emir.

O símbolo foi adotado no dia da independência, 24 de dezembro de 1951, por todo o país.

A bandeira da Cirenaica, de onde Benghazi é a principal cidade, se inspirou, por sua vez, no pendão do Império Otomano. A região pertenceu ao império entre 1551 e 1912, antes de ser cedida à Itália, que unificou o país em 1934.

A faixa vermelha representa o Fezzan (sudoeste, grande região desértica com Sebha como principal cidade) e a faixa verde a Tripolitânia (nordeste) - onde se encontra Trípoli, capital do país - e onde Idris também foi Emir.

Pouco depois de sua tomada do poder, no dia 1º de setembro de 1969, Muamar Kadhafi adotou uma bandeira utilizando três das quatro cores pan-árabes (vermelho, branco e preto - excluindo o verde).

De 1972 até 1977, um \"falcão dourado\", igual ao símbolo do Egito e da Síria, foi adicionado ao desenho junto da menção: \"República Árabe da Líbia\".

Em sinal de protesto contra a viagem do antigo presidente egípcio Anouar al-Sadate para Jerusalém e para marcar a ruptura com este país, Kadhafi adotou no fim de 1977 uma bandeira inteiramente verde, a única do mundo a ter apenas uma cor, que simboliza o Islã e a \"Revolução Verde\" que ele pretendia conduzir.


(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Países da Europa, Oriente Médio e Ásia suspendem voos oriundos do sul da África após a descoberta de nova variante do coronavírus
Covid-19

Países da Europa, Oriente Médio e Ásia suspendem voos oriundos do sul da África após a descoberta de nova variante do coronavírus

26/11/2021 09:21
Países da Europa, Oriente Médio e Ásia suspendem voos oriundos do sul da África após a descoberta de nova variante do coronavírus
Por falta de mão de obra, países ricos lançam programas para atrair mais imigrantes
Imigração

Por falta de mão de obra, países ricos lançam programas para atrair mais imigrantes

24/11/2021 15:00
Por falta de mão de obra, países ricos lançam programas para atrair mais imigrantes
Ministro convida investidores árabes a confiarem no Brasil
economia

Ministro convida investidores árabes a confiarem no Brasil

15/11/2021 15:01
Ministro convida investidores árabes a confiarem no Brasil
Nova fase da covid-19 na Europa é alerta para o resto do mundo, diz OMS
Covid

Nova fase da covid-19 na Europa é alerta para o resto do mundo, diz OMS

10/11/2021 16:30
Nova fase da covid-19 na Europa é alerta para o resto do mundo, diz OMS
Jornalista de MS é eleito presidente Associação de Imprensa Estrangeira (ACIE)
Comunicação

Jornalista de MS é eleito presidente Associação de Imprensa Estrangeira (ACIE)

08/11/2021 09:30
Jornalista de MS é eleito presidente Associação de Imprensa Estrangeira (ACIE)
Últimas Notícias