Dourados – MS domingo, 17 de outubro de 2021
Dourados
25º max
17º min
Mundo

Americano é acusado de dirigir 64 km com mulher agarrada ao capô

03 Mar 2011 - 18h35
Christopher Carroll em foto divulgada pela
polícia - Crédito: Foto: APChristopher Carroll em foto divulgada pela polícia - Crédito: Foto: AP
Um americano é acusado de ter dirigido sua minivan com a própria mulher agarrada ao capô por mais de 64 quilômetros, a velocidades de até 100 km/h, segundo a polícia da Califórnia.

Ela subiu no capô do veículo na manhã de sábado (26), em frente à casa do casal, em Manteca, porque queria impedir que o marido saísse de casa após uma discussão, segundo Rex Osborn, porta-voz da polícia.

Em vez de parar, Christopher Carroll, de 36 anos, acelerou o carro com a mulher agarrada ao capô, segundo a polícia.

O motorista dirigiu até a cidade próxima de Pleasanton, onde ela acabou pulando do carro em um momento no qual ele desacelerou.

Carroll foi preso quando já tinha voltado para casa. Ele foi processado por tentativa de homicídio e por violência doméstica.

Ele também estaria sob efeito de metanfetaminas, segundo a vítima, mas não houve processo relacionado a esta acusação.

A vítima foi hospitalizada com hipotermia (diminuição excessiva da temperatura do corpo). Os policiais não revelaram o nome da mulher pelo fato de ela ter sido vítima de violência doméstica. Mas disseram que ela é mãe e está na casa dos 30 anos. (G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mundo

Papa abre caminho à beatificação de João Paulo I

13/10/2021 16:00
Transição energética é "demasiado lenta", alerta agência
Mundo

Transição energética é "demasiado lenta", alerta agência

13/10/2021 09:00
Transição energética é "demasiado lenta", alerta agência
Jornalistas da Filipinas e Rússia recebem Nobel da Paz
Mundo

Jornalistas da Filipinas e Rússia recebem Nobel da Paz

08/10/2021 13:00
Jornalistas da Filipinas e Rússia recebem Nobel da Paz
Mundo

Pandemia teve impactos diretos para bebês e crianças, diz estudo

06/10/2021 14:00
Mundo

"Apagão" no Facebook foi erro interno e não ataque informático

06/10/2021 09:00
Últimas Notícias