Dourados – MS quinta, 21 de janeiro de 2021
Dourados
30º max
21º min
Influx
Mundo

Acusado de manter americana em cativeiro por 18 anos se diz inocente

07 Abr 2011 - 18h35

Phillip Garrido no tribunal nesta quinta-feira - Crédito: Foto: AP Phillip Garrido no tribunal nesta quinta-feira - Crédito: Foto: AP
O homem acusado de sequestrar a jovem americana Jaycee Dugard, mantê-la 18 anos em cativeiro e ter duas filhas com ela disse nesta quinta-feira (7) que é inocente.

Phillip Garrido, acusado de ter sequestrado Dugard, então com 11 anos, em 1991, e sua mulher Nancy Garrido, acusada de ser cúmplice do crime, declararam-se inocentes, confirmou Tania Ugrin-Capobianco, porta-voz do Tribunal Superior do condado de El Dorado, nordeste de São Francisco, na Califórnia.

No início desta semana, Stephen Tapson, advogado de defesa de Nancy Garrido, tinha adiantado à imprensa que Phillip Garrido assumiria a culpabilidade para evitar que a jovem e as duas meninas geradas por ela tivessem de prestar depoimento contra ele.

Ele també

m tinha dito que pediria desculpas a Nancy Garrido. No momento, não se sabe quais foram os motivos para essa mudança de último minuto, classificada pela imprensa local como \"uma surpresa\" ouvida durante a audiência desta quinta-feira.

Em fevereiro, a Justiça da Califórnia estimou que Garrido estava mentalmente apto para ser indiciado depois de um exame ordenado em setembro de 2010.

O casal Garrido é acusado de 18 crimes, entre eles sequestro, estupro, atos obcenos contra um menor e de mantê-lo em cativeiro.

Jaycee Dugard, hoje com 30 anos, foi sequestrada quando tinha 11 anos na Califórnia (oeste dos EUA) e foi encontrada 18 anos depois, em agosto de 2009, vivendo em barracas, em meio ao lixo e a objetos velhos, em um pátio de uma casa a 70 km de São Francisco.

A mulher foi encontrada com duas filhas menores que eram de Garrido.

Durante o sequestro, Garrido recebeu várias vezes a visita dos serviços sociais que tinham de confirmar onde e em que condições vivia, devido a uma pena por estupro de um caso anterior.

Ao se comprovar que as autoridades falharam em seu trabalho, o estado da Califórnia concordou em pagar uma indenização de US$ 20 milhões por perdas e danos a Dugard, que ao se reencontrar com sua mãe e irmã quis manter-se fora do assédio da imprensa. (G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos
Mundo

Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos

20/01/2021 15:26
Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos
Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial
Futebol

Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial

20/01/2021 09:57
Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial
Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena
Tênis

Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena

20/01/2021 07:52
Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena
Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia
Mundo

Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia

09/01/2021 10:02
Boeing 737-500 some do radar logo após decolar na Indonésia
Mundo

Trump diz que não vai à posse de Biden

08/01/2021 15:04
Últimas Notícias