Dourados – MS sábado, 24 de outubro de 2020
Dourados
31º max
21º min
Influx
Esporte

Uruguai vence Peru e vai à final da Copa América

20 Jul 2011 - 08h03
Suárez coloca a bola para dentro: Uruguai está na final da Copa América - Crédito: Foto: ReutersSuárez coloca a bola para dentro: Uruguai está na final da Copa América - Crédito: Foto: Reuters
O Uruguai tentou evitar o rótulo de favorito, mas mostrou em campo que é sim o principal candidato ao título da Copa América após as eliminações de Brasil e Argentina nas quartas de final.


Sem um futebol vistoso, mas com garra e entrega, a Celeste fez o que os torcedores brasileiros e argentinos esperavam de suas seleções: com autoridade, o time treinado por Óscar Tábarez derrotou o Peru por 2 a 0 nesta terça-feira, em La Plata, e assegurou uma vaga na final da competição. Uma das estrelas da equipe, o atacante Luis Suárez foi o destaque ao fazer os gols do triunfo que coloca os uruguaios numa decisão após 12 anos de ausência (derrota para o Brasil em 1999 por 3 a 0).

Agora, o time de Diego Forlán, Loco Abreu e companhia espera na final do próximo domingo, em Buenos Aires, o vencedor de Paraguai x Venezuela que, nesta quarta-feira, às 21h45m (de Brasília), fazem a outra semifinal do torneio sul-americano na cidade de Mendoza.

Se garantir o título, a Celeste passará a ser a maior campeã do continente: no momento, uruguaios e argentinos estão empatados com 14 conquistas da Copa América. O Brasil, atual bicampeão, tem oito.

Buraco camuflado

Antes de a bola rolar, e para fazer a mesma realmente rolar no gramado, funcionários do estádio Ciudad de La Plata cobriram alguns buracos na grande área com terra. No último domingo, muitos jogadores brasileiros reclamaram do piso após a eliminação para o Paraguai, assim como o técnico uruguaio, Oscar Tábarez também disse que o estado da “cancha” não era um dos melhores.

Após o apito inicial, como era esperado por conta do sistema defensivo de ambas as equipes, muita disputa no meio de campo e, uma hora ou outra, entradas mais ríspidas de cada lado.

Por conta disso, o primeiro lance de perigo só saiu em uma jogada de bola parada. Forlán cobrou falta na área, a zaga peruana rebateu mal nos pés de Suárez que, de primeira, acabou chutando para fora aos sete minutos.

Uruguai domina, Peru tenta o contra-golpe



O lance empolgou os uruguaios que passaram a ter mais o controle da partida, enquanto o time do técnico Sério Markarian se entrincheirava na defesa e buscava os contra golpes com Vargas que, aos 23, criou a primeira boa chance peruana. O jogador da Fiorentina driblou Lugano tranquilamente pela esquerda e cruzou rasteiro para área. Guerrero e Advíncula, entretanto, chegaram atrasados e não conseguiram empurrar para o gol.

Apesar do domínio e mais posse de bola, o Uruguai não conseguia criar muitas chances claras, esbarrando na falta de um homem de criação no meio – problema que o próprio técnico Oscar Tábarez já admitiu durante a competição -. Desse modo, a Celeste chegava com perigo apenas em bolas alçadas na área para Lugano ou seu companheiro de zaga, o grandalhão Coates, tentarem o cabeceio.

Numa dessas, a Celeste até conseguiu fazer o gol... Mas o árbitro boliviano Raúl Orosco, corretamente, anulou o tento de Álvaro Pereira que, impedido, aproveitou um desvio de Lugano aos 43.

Matador, Suárez faz a festa uruguaia


O segundo tempo começou como na primeira etapa. Peruanos atrás, buscando o contra-ataque, enquanto os uruguaios tentavam sufocar o rival. E essa iniciativa acabou premiada aos sete minutos. Forlán arriscou de longe, o goleiro Raúl Fernández espalmou mal e a bola sobrou para Suárez, oportunista, colocar para dentro. Festa da torcida uruguaia, maioria no estádio Ciudad de La Plata.

Em desvantagem, a seleção peruana teve que abdicar da retranca e sair para o jogo. E, com espaço, o Uruguai chegou rápido ao segundo gol. Álvaro Pereira fez lançamento perfeito para Suárez. O camisa 9 aproveitou o desespero de Fernandez, que saiu da área para tentar fazer o corte, driblou o goleiro e tocou para o gol vazio aos 12. Terceiro gol do atleta dos Reds na Copa América, artilheiro isolado da competição.

Cotovelada de “Roberto Carlos”


Perdida em campo, a seleção peruana viu a vaca ir para o brejo de vez aos 23 quando Vargas, de maneira estúpida, acertou uma cotovelada violenta em Coates. O jogador, que tinha o apelido de “Roberto Carlos” da Sicília quando defendeu o Catania-ITA, recebeu imediatamente o vermelho.

Com um homem a mais, o Uruguai controlou de vez o confronto. Nas arquibancadas, êxtase dos torcedores da Celeste que gritaram olé e, no fim, com o triunfo, sentiram que o jejum de 16 anos sem conquistas pode chegar ao fim no próximo domingo (o último caneco foi na Copa América de 1995).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira
Mato Grosso do Sul

Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira

22/10/2020 11:21
Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira
Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS
Mato Grosso do Sul

Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS

22/10/2020 10:15
Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS
Mato Grosso do Sul

Em formato on-line, Fundesporte promove o Festival da Melhor Idade de MS na modalidade dança de salão

21/10/2020 08:15
Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder
Futebol

Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder

21/10/2020 07:58
Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder
Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro
Esporte

Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro

21/10/2020 07:18
Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro
Últimas Notícias