Dourados – MS quarta, 21 de abril de 2021
Dourados
33º max
18º min
Influx - Campanha 2021
Esporte

Ronaldo encerra 2010 sem rótulo de herói

06 Dez 2010 - 10h40
Foto: Globo Esporte On Line - Foto: Globo Esporte On Line -
SÃO PAULO - Se o Corinthians tivesse sido campeão brasileiro, certamente Ronaldo apareceria como protagonista. Se bem que como terceiro colocado não é tão diferente. Até porque a história do Timão no Campeonato Brasileiro teve altos e baixos (apesar da regularidade na tabela), assim como o Fenômeno e suas seguidas lesões.

Enquanto o Timão sofreu com duas trocas de treinadores (Mano Menezes por Adilson Batista e Adilson Batista por Tite), Ronaldo lutou a maior parte do tempo contra problemas musculares e no púbis. Não à toa foram apenas 11 jogos e seis gols marcados. Em 2009, ele fez 24 gols durante todo o ano. “ Foi um ano difícil para o Ronaldo. Vamos continuar trabalhando.
Ano que vem vai ser ainda mais importante, porque provavelmente é o último da carreira dele”, comentou Bruno Mazziotti, fisioterapeuta do pentacampeão e do clube.

O drama do Fenômeno no ano do centenário alvinegro começou cedo, no dia 27 de janeiro, no duelo contra o Miras-sol, pelo Paulistão. Na ocasião, ele teve uma ruptura da fibrose na coxa direita, em decorrência da lesão sentida contra o Flamengo, nas rodadas finais do Brasileirão do ano passado.
Depois disso, o Fenômeno voltou a jogar 28 dias depois. Alterando os jogos e se dedicando mais à Libertadores, o camisa 9 voltou a ter problema em maio. Durante um treinamento, ele sentiu a panturrilha direita e ficou mais de 100 dias parado. Nesse processo de recuperação, o craque ainda teve uma lesão no púbis.

No final de agosto, Ronaldo voltou a jogar contra o Vitória, no Pacaembu, mas não demorou muito o seu retorno ao departamento médico. No início de setembro, ele sentiu a panturrilha esquerda e desfalcou a equipe por dez rodadas, voltando apenas contra o Guarani, o último jogo da sequência de sete sem vencer.

À época, o Fenômeno avisou que sua ideia era participar de todas as nove partidas que restavam ao Timão no Brasi-leirão. Só que no empate por 1 a 1 com o Vitória, em Salvador, outra lesão atrapalhou. Dessa vez na coxa direita. Algo simples, rapidamente curado e que permitiu seu retorno contra o Goiás, no domingo.

Só que aquele empate lá em Salvador foi fatal. Não fosse aquele tropeço e o Corinthians dependeria apenas de si na última rodada. Ao menos a equipe terminou na terceira colocação e assegurou vaga na Libertadores de 2011, ano em que o Fenômeno, com ou sem lesões, escolheu para encerrar a carreira. (Globo Esporte On Line)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasileiros disputam vaga nas quartas da etapa de surfe na Austrália
Esporte

Brasileiros disputam vaga nas quartas da etapa de surfe na Austrália

19/04/2021 12:00
Brasileiros disputam vaga nas quartas da etapa de surfe na Austrália
Uefa ameaça banir clubes envolvidos na criação de novo torneio europeu
Esporte

Uefa ameaça banir clubes envolvidos na criação de novo torneio europeu

19/04/2021 10:00
Uefa ameaça banir clubes envolvidos na criação de novo torneio europeu
Vasco visita Boavista de olho em vaga nas semifinais do Carioca
ESPORTE

Vasco visita Boavista de olho em vaga nas semifinais do Carioca

18/04/2021 15:10
Vasco visita Boavista de olho em vaga nas semifinais do Carioca
Tênis: Brasil decide futuro na Billie Jean King Cup contra Polônia
Esporte

Tênis: Brasil decide futuro na Billie Jean King Cup contra Polônia

16/04/2021 09:15
Tênis: Brasil decide futuro na Billie Jean King Cup contra Polônia
Hamilton diz que Sebastian Vettel é seu rival favorito na Fórmula 1
Esporte

Hamilton diz que Sebastian Vettel é seu rival favorito na Fórmula 1

16/04/2021 08:40
Hamilton diz que Sebastian Vettel é seu rival favorito na Fórmula 1
Últimas Notícias