Dourados – MS quinta, 29 de julho de 2021
Dourados
16º max
min
Esporte

Messi e Neymar puxam a fila de estrelas ascendentes

01 Jul 2011 - 11h25
Messi busca título com seleção argentina principal. Neymar: referência do Brasil - Crédito: Foto: Getty ImagesMessi busca título com seleção argentina principal. Neymar: referência do Brasil - Crédito: Foto: Getty Images
Fonte: globoesporte


Depois de 16 anos, a Copa América volta a ter como sede um país campeão do mundo. Em 1995, jogando em casa, o Uruguai levou o caneco diante do Brasil. Agora, em 2011, a anfitriã Argentina tenta repetir o feito da Celeste tendo o craque Lionel Messi como o grande maestro. Por outro lado, a seleção canarinho, algoz dos hermanos nas duas últimas edições do torneio, busca o tri para consolidar um grupo que buscará o hexa em 2014 e cuja estrela é Neymar.

A dupla, por sinal, conta com objetivos similares. Considerado o maior jogador do Santos depois de Pelé aos 19 anos de idade, Neymar quer conquistar seu primeiro título com o Brasil e virar, de vez, a grande referência do time verde e amarelo. Já Messi, que completou 24 na semana passada, já levou tudo que se pode sonhar com o Barcelona. Mas com a seleção argentina principal... Ou seja, para ambos, a Copa América que começa nesta sexta-feira, com o duelo entre os donos da casa e a Bolívia, pelo Grupo A, é quase um Mundial.

- (A Argentina) era o único lugar onde não me tratavam como em Barcelona. Minha maior esperança e das pessoas que me apoiam é conquistar a Copa América – afirmou Messi.

-- Quero fazer uma ótima Copa América e ajudar a Seleção. Não é um duelo Neymar contra Messi, é Brasil contra Argentina. – disse Neymar, que comanda a Seleção na estreia diante da Venezuela, no próximo domingo, na cidade de La Plata, pelo Grupo B da competição.

Uruguai e Chile apostam em Suárez e Sanchez



Mas querendo acabar com essa “decisão dos sonhos” entre Argentina e Brasil, está o Uruguai. Empolgado pela boa campanha na Copa do Mundo de 2010, quando ficou em quarto lugar, vendendo muito caro a vaga na final para a Holanda, a Celeste Olímpica também tem sua jovem estrela em busca de canecos: o atacante Luis Suárez.

Com a mesma idade de Messi e contratado pelo Liverpool no início do ano, ele é a grande esperança do técnico Oscar Tabarez, que deve colocar Suárez ao lado do experiente Forlán e de Cavani, outro atleta em ascensão no futebol europeu. O atacante do Napoli foi o vice-artilheiro do último Campeonato Italiano, com 26 gols. Os uruguaios debutam na Copa América na segunda-feira, em San Juan, contra o Peru, pelo Grupo C do torneio.

Os peruanos, por sinal, assim como os bolivianos, não são tão badalados e nem contam com nenhum grande nome que brilha o Velho Continente. Por outro lado, ambos países já levantaram um título ao menos da Copa América. Feito que os chilenos, que entram com o badalado Alexis Sánchez como o maior astro da delegação, nunca conseguiram.

Por isso, o atacante do Udinese, disputado a peso de ouro por gigantes como Barcelona e Chelsea, tem missão parecida com a de Messi e Neymar, mas um pouco até maior: não ganhar apenas seu primeiro troféu com o Chile, mas levar o primeiro troféu de peso em toda a história da seleção andina, que estreia diante do México.

Convidados, os mexicanos, assim como a Costa Rica, chegam à Argentina com uma equipe formada basicamente por atletas sub-23 por conta da recém encerrada Copa Ouro.

Paraguai sem Cardozo, aposta em argentino. Colômbia vai de Falcao


Considerado o rival mais complicado para o Brasil no Grupo B, o Paraguai chega para a Copa América sem o seu principal jogador na Copa do Mundo de 2010: Oscar Cardozo. O matador do Benfica, sem nenhuma explicação, ficou fora da lista do técnico Gerardo Martino. A esperança de gols agora fica ao cargo do argentino naturalizado paraguaio Lucas Barrios, campeão alemão com o Borussia Dortmund na última temporada. Os guaranis fazem seu primeiro jogo na Copa América diante do Equador, domingo, em Santa Fé.

Se o Paraguai é o grande adversário do Brasil, a Argentina tem na Colômbia seu teste mais forte no Grupo A. E o time do técnico Hernan Dario Gomez conta com a excepcional fase de Radamés Falcao, figura de destaque do Porto campeão português e da Liga Europa, para complicar a vida dos hermanos.

A Copa América pode não ter um brilho tão intenso como o de um Mundial, mas tem estrelas que estão encantando o planeta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mayra Aguiar conquista bronze no judô na Olimpíada de Tóquio
Olimpíadas

Mayra Aguiar conquista bronze no judô na Olimpíada de Tóquio

há 44 minutos atrás
Mayra Aguiar conquista bronze no judô na Olimpíada de Tóquio
Simone Biles desiste de competição individual geral na Tóquio 2020
Olimpíadas

Simone Biles desiste de competição individual geral na Tóquio 2020

28/07/2021 11:00
Simone Biles desiste de competição individual geral na Tóquio 2020
Pandemia

Tóquio tem recorde de 3.177 novos casos de covid-19

28/07/2021 10:00
Histórico: Calderano põe Brasil nas quartas do tênis de mesa em Tóquio
Olimpíadas

Histórico: Calderano põe Brasil nas quartas do tênis de mesa em Tóquio

27/07/2021 17:00
Histórico: Calderano põe Brasil nas quartas do tênis de mesa em Tóquio
Vôlei: brasileiras têm vitória apertada contra dominicanas
Olimpíadas

Vôlei: brasileiras têm vitória apertada contra dominicanas

27/07/2021 13:00
Vôlei: brasileiras têm vitória apertada contra dominicanas
Últimas Notícias