Dourados – MS sábado, 24 de outubro de 2020
Dourados
31º max
21º min
Influx
Esporte

'De outro mundo': ídolo no Uruguai, Arévalo não perde o estilo caipira

18 Jan 2011 - 14h30
Tímido, Arévalo acena sem nem levantar a cabeça
 - Crédito: Foto: Reprodução do Facebook do jogadorTímido, Arévalo acena sem nem levantar a cabeça - Crédito: Foto: Reprodução do Facebook do jogador
Loco? Não. Basta um uruguaio com essa personalidade no Botafogo. O novo representante da Celeste, que foi apresentado no Alvinegro nesta segunda-feira, gostaria de ser chamado de \"El Cacha\", apelido de infância, \"pequeno gigante\" ou simplesmente Egidio Arévalo Ríos. Para o volante de apenas 1,68m, que é tímido e custa a olhar para a câmera quando está sendo entrevistado, não importa. Prefere deixar a grandiosidade por conta da torcida do Peñarol, do Uruguai, clube pelo qual brilhou e foi convocado pela primeira vez para a seleção, em 2006. E os torcedores realmente não poupam elogios. Em uma comunidade na rede social Facebook, mais de 14 mil pessoas assinam embaixo da descrição de \"jogador de outro mundo\". Exagero? Eles juram que não.

- Ele tem muita garra e coração. Mais do que um jogador habilidoso, é um lutador, que marca muito. É muito querido por toda a torcida do Peñarol porque nunca desiste de uma jogada, sempre vai em todas - disse o estudante Rodrigo Misa, de 21 anos, dono da comunidade e do blog “Notícias Manyas”, dedicado ao Peñarol.

Misa conta ainda que, fora de campo, Arévalo é muito calmo. Uma personalidade tranquila, que foca no trabalho dentro das quatro linhas, sem extravagâncias. Quase um “caipira” uruguaio, segundo o estudante.

- É uma pessoa humilde, trabalhadora. Nasceu em Paysandú, uma cidade do interior do Uruguai. E quem vem de lá tem um calor humano sensacional, se identifica com os torcedores, sem se colocar na posição de ídolo. É como nós - afirmou.

Parece que as mais de 14 mil pessoas que estão na comunidade dedicada a Arévalo concordam com Misa. Logo no perfil, muitos elogios se seguem a descrição no topo:

- O que joga o Cacha Arévalo Ríos não tem nome. Marca o tempo todo, corre o tempo todo, passa sempre bem e nunca se cansa. Não saia mais do Peñarol - escreveu o dono da comunidade, quando o jogador voltou ao time em 2010, depois de uma passagem de um ano em 2006.

Volante entrou na seleção das Américas

Não é somente a imprensa uruguaia que elogia Arévalo. O jornalista brasileiro Cauê Dias, do blog La Pelota, do GLOBOESPORTE.COM, acredita que o volante veio para somar ao elenco do Botafogo.

- Ele é melhor do que o Leandro Guerreiro. Marca bem, sai mais para o jogo. É raçudo mesmo. Fez uma temporada muito boa com o Peñarol. O time ganhou tudo, e ele foi importantíssimo para isso. Uma peça central. Tanto que chegou em janeiro, foi convocado para a seleção em abril e conquistou a vaga de titular durante a Copa. O único problema que ele pode ter no Botafogo é relacionado à altura. O Guerreiro fazia uma função de terceiro zagueiro, às vezes. Já o Arévalo, com 1,68m, não vai conseguir isso - explicou Dias.

Como o jornalista disse, a fase de Arévalo é realmente muito boa. O volante de 29 anos - nasceu em 1º de janeiro - colhe os frutos de uma temporada de sucesso. Apesar de ter ficado em campo apenas por 44 minutos durante as eliminatórias da Copa do Mundo, quando chegou à África do Sul não saiu mais do time. Foi o único jogador que disputou todas as partidas da campanha histórica do Uruguai na competição, terminando em quarto lugar. Chegou até mesmo a ser comparado com Obdúlio Varela, capitão da seleção campeã de 1950, pelo técnico Oscar Tábarez e elogiado por Loco Abreu, após período de desconfiança.

- Não acreditava que Arévalo pudesse seguir como titular, mas, quando a Copa começou e ele jogou daquele jeito, calou a minha boca. Até falei isso com ele. Ele não é só raça e marcação. Também sabe jogar com qualidade. A personalidade dele é diferente da minha, mas, conhecendo nosso grupo, sei que ele rapidamente vai se enturmar - disse Loco, em entrevista coletiva na última semana.

O desempenho de Arévalo no Mundial também rendeu uma posição na seleção ideal das Américas, eleição feita por jornalistas esportivos do continente e organizada pelo jornal uruguaio “El País” em dezembro de 2010. Ao seu lado, Arévalo teve Darío Conca (Fluminense), D’Alessandro (Internacional) e Neymar (Santos).

(globoesporte.com)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira
Mato Grosso do Sul

Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira

22/10/2020 11:21
Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira
Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS
Mato Grosso do Sul

Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS

22/10/2020 10:15
Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS
Mato Grosso do Sul

Em formato on-line, Fundesporte promove o Festival da Melhor Idade de MS na modalidade dança de salão

21/10/2020 08:15
Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder
Futebol

Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder

21/10/2020 07:58
Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder
Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro
Esporte

Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro

21/10/2020 07:18
Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro
Últimas Notícias