Dourados – MS domingo, 24 de janeiro de 2021
Dourados
32º max
22º min
Influx
Esporte

Críticas agora têm respostas mais curtas

03 Jun 2011 - 16h05
Sem muito papo: Falcão muda estilo na coletiva
 - Crédito: Foto: Alexandre Alliatti/Globoesporte.comSem muito papo: Falcão muda estilo na coletiva - Crédito: Foto: Alexandre Alliatti/Globoesporte.com
As críticas comeram a língua de Paulo Roberto Falcão. Sempre acostumado a dar respostas longas, elaboradas, de bom conteúdo, o treinador do Inter encurtou radicalmente suas palavras nesta sexta-feira. Ele colocou em prática aquilo que havia dito na terça-feira: que repensaria sua relação com a imprensa. A retaliação é consequência das fortes críticas públicas recebidas pelo profissional depois de ele dizer que não via o elenco do Inter em condições de ser campeão brasileiro.

As coletivas de Falcão costumam durar mais de meia-hora. Nesta sexta-feira, foram apenas 12m47s, distribuídos em 16 perguntas. Houve momentos em que os questionamentos duraram mais do que as respostas.

Falcão confirmou que se trata de uma mudança de postura. É uma decisão dele. E a culpa, na visão do treinador, é da própria imprensa.

- Não fui eu que pedi, gente. Vim para cá disposto a dialogar bastante. Não deu. A culpa não é minha.

Falcão esteve mais sério do que o habitual. Ele ficou incomodado com uma pergunta sobre o risco de demissão em caso de insucesso no domingo, contra o América-MG, em Campo Grande (MS).

- Não é para mim que você tem que perguntar isso.

Paulo Roberto Falcão, no domingo, declarou à Rádio Gaúcha que o Inter, com o atual grupo, não tem como ser campeão brasileiro. E citou seis equipes que, na opinião dele, estão melhor preparadas do que o Colorado para buscar o título: Flamengo, Fluminense, Cruzeiro, Santos, São Paulo e Corinthians. A opinião do treinador pegou muito mal. Ele foi criticado pela imprensa e rebatido pela diretoria. Pessoas no clube passaram a pedir a demissão dele ao departamento de futebol do Inter. Dependendo do que acontecer no domingo, contra o América-MG, pode mesmo acontecer.

Na terça-feira, Falcão deu uma coletiva inteira, de cerca de 40 minutos, discutindo a declaração com os jornalistas. Ele se mostrou visivelmente incomodado com a repercussão de sua frase. Falou que desconfiava de que algumas críticas eram de cunho pessoal. Chegou a tratar como “mau-caratismo” um comentário que ouviu em uma rádio, de que queria transformar Oscar em um Caçapava – seu colega de Inter nos anos 70, jogador de força, com característica de marcação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial
Futebol

Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial

20/01/2021 09:57
Sorteio põe mexicanos ou coreanos em caminho brasileiro no Mundial
Governo do Estado divulga decreto com regras para o Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico
Decreto

Governo do Estado divulga decreto com regras para o Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico

20/01/2021 09:03
Governo do Estado divulga decreto com regras para o Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico
Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena
Tênis

Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena

20/01/2021 07:52
Aberto da Austrália: brasileiros iniciam treinos em meio a quarentena
Libertadores volta a ter decisão 100% brasileira após 15 anos
Esporte

Libertadores volta a ter decisão 100% brasileira após 15 anos

14/01/2021 12:03
Libertadores volta a ter decisão 100% brasileira após 15 anos
Libertadores: Conmebol confirma final dia 30, no Maracanã, às 17h
futebol

Libertadores: Conmebol confirma final dia 30, no Maracanã, às 17h

12/01/2021 17:24
Libertadores: Conmebol confirma final dia 30, no Maracanã, às 17h
Últimas Notícias