Dourados – MS sexta, 23 de outubro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Influx
Esporte

Carpegiani é demitido; Dorival, Cuca e Ney Franco são os cotados

13 Mai 2011 - 14h05
Carpegiani: demitido após eliminação na Copa do Brasil - Crédito: Foto: João Neto / VIPCOMMCarpegiani: demitido após eliminação na Copa do Brasil - Crédito: Foto: João Neto / VIPCOMM
Paulo César Carpegiani não é mais o técnico do São Paulo. O treinador será comunicado pela diretoria, por telefone, na tarde desta sexta-feira. Ele está em Porto Alegre, sua cidade natal - não quis voltar à capital paulista com o restante do time após a eliminação na Copa do Brasil frente ao Avaí, quinta-feira, em Florianópolis.

O clube deve emitir um comunicado nas próximas horas. No desembarque da delegação em Congonhas, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, desconversou quando questionado sobre a saída de Carpegiani, mas, curiosamente, admitiu que já cogita a contratação de um novo treinador.

Ele não falou de nenhum em específico, mas uma fonte ligada à diretoria disse ao Globoesporte.com que Dorival Júnior (Atlético-MG) e Cuca (Cruzeiro) são os preferidos no clube. O segundo, porém, não contaria com a simpatia do goleiro Rogério Ceni. Por isso, Dorival estaria na frente - o comentário no São Paulo é de que \"com um caminhão de dinheiro\", é possível tirar Dorival do Atlético-MG. Ney Franco corre por fora.

- Os bons técnicos estão empregados. É assim mesmo. Mas é claro que existe a chance de o São Paulo ir atrás de um técnico empregado. Esta é a lei do futebol, e eu não sou diferente. Sem agir com pressa, esta diretoria sempre teve atitude e agora terá outra vez – disse Juvenal, no desembarque da delegação são-paulina no Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, vindo de Florianópolis, onde o time foi eliminado da Copa do Brasil pelo Avaí nesta quinta-feira.

Juvenal admitiu que a discussão via imprensa entre Rivaldo e Carpegiani foi a gota d’água para a decisão de demitir o treinador. Entre os dois, o presidente deixou claro que prefere ficar com o veterano meia.

- Acho muito difícil o Rivaldo e o Carpegiani continuarem juntos no São Paulo. Não posso ser cínico. Houve uma discussão pública entre o técnico e o atleta, o que deixa a convivência dos dois mais complicada. A direção vai resolver isso, como sempre fez - disse Juvenal, ainda antes da oficialização da demissão do treinador.

O presidente também demonstrou insatisfação com o fato de Carpegiani ter mantido Rivaldo no banco durante os 90 minutos contra o Avaí. Ao ouvir de um jornalista que o técnico lamentou o fato de o elenco ser muito jovem, Juvenal disparou:

- Tinha um não jovem no banco. Não era eu que tinha que colocá-lo no campo.

Na segunda passagem de Carpegiani pelo São Paulo, foram 38 jogos, com 24 vitórias, quatro empates e dez derrotas. No total, contando com a passagem de 1999, são 106 jogos, 65 vitórias, 13 empates e 28 derrotas. E nenhum título.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira
Mato Grosso do Sul

Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira

22/10/2020 11:21
Captação de recursos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte é tema de curso nesta sexta-feira
Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS
Mato Grosso do Sul

Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS

22/10/2020 10:15
Estadual de Manoplas celebra os 33 anos da Federação de Boxe de MS
Mato Grosso do Sul

Em formato on-line, Fundesporte promove o Festival da Melhor Idade de MS na modalidade dança de salão

21/10/2020 08:15
Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder
Futebol

Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder

21/10/2020 07:58
Libertadores: Fla encara Júnior Barranquilla para se manter líder
Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro
Esporte

Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro

21/10/2020 07:18
Série B: Felipão estreia com vitória no Cruzeiro
Últimas Notícias