Dourados – MS domingo, 13 de junho de 2021
Dourados
24º max
10º min
Volei

Alison e Bruno vencem e passam às oitavas no Rio

11 Ago 2016 - 10h20
Imagem mostra disputa de Alison contra Carambula na areia de Copacabana durante a partida. - Crédito: Foto: APImagem mostra disputa de Alison contra Carambula na areia de Copacabana durante a partida. - Crédito: Foto: AP
A dupla brasileira do vôlei de praia Alison Cerutti e Bruno Oscar Schmidt venceu ontem os italianos Alex Ranghieri e Adrian Raurich, por 2 sets a 0, garantindo vaga nas oitavas de final. O jogo começou às 15h30 na Arena Vôlei de Praia, em Copacabana.


O jogo de ontem foi o último da dupla na primeira fase. Antes, os brasileiros haviam vencido um e perdido outro jogo pelo Grupo A. No sábado (6), Alison e Bruno venceram os canadenses Josh Binstock e Samuel Schachter por 2 sets a 0; e na segunda-feira (8) perderam para os austríacos Clemens Doppler e Horst por 2 sets a 1.


Todos os primeiros e segundos colocados de cada uma das seis chaves avançam direto para as oitavas de final. Passam direto também os dois melhores terceiros lugares de cada grupo. Os demais tentam a classificação na repescagem.


As partidas das oitavas de final serão disputadas amanhã e sábado.


A outra dupla brasileira – Pedro Solberg e Evandro Gonçalves – na competição está no Grupo D e joga hoje contra a Letônia e precisa vencer para tentar escapar da repescagem.


Cada vitória vale dois pontos. A derrota vale um. Passam de fase direto para as oitavas de final os primeiros e segundos colocados de cada um dos seis Grupos, que vão de A até F. Além deles, avançam diretamente para a próxima fase os dois melhores terceiros colocados. Os quatro piores terceiros colocados vão para a repescagem, que será na quinta-feira. Dela, saem dois times. Ao todo, são 24 duplas em cada gênero. Após a fase de grupos, teremos um total de 14 parcerias (contando os dois que vencerem na repescagem).


Polêmica


Após salvar uma bola complicada em quadra, o jogador Adrian Carambula, da Itália, fez um gesto obsceno em direção à torcida brasileira. No finzinho do jogo, ele apontou para os próprios órgãos genitais e mostrou a quem estava na arquibancada.


Na zona mista, confirmou à imprensa que quis dizer: "Tenho colhões grandes". Mas de nada adiantou a irritação do atleta, que nasceu no Uruguai e depois se naturalizou italiano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esporte

STF começa a julgar pedidos para suspender Copa América no Brasil

10/06/2021 17:00
MS terá Centro de Referência Paralímpico para desenvolver atletas da base ao alto rendimento
Esporte

MS terá Centro de Referência Paralímpico para desenvolver atletas da base ao alto rendimento

10/06/2021 13:00
MS terá Centro de Referência Paralímpico para desenvolver atletas da base ao alto rendimento
Atletas e técnico de MS integram seleção brasileira no Pan-Americano Cadete e Júnior de Wrestling
Esporte

Atletas e técnico de MS integram seleção brasileira no Pan-Americano Cadete e Júnior de Wrestling

07/06/2021 15:00
Atletas e técnico de MS integram seleção brasileira no Pan-Americano Cadete e Júnior de Wrestling
Relator da CPI faz apelo a jogadores da seleção para que não participem da Copa América
Futebol

Relator da CPI faz apelo a jogadores da seleção para que não participem da Copa América

06/06/2021 14:36
Relator da CPI faz apelo a jogadores da seleção para que não participem da Copa América
Seleção brasileira encara Equador em Porto Alegre pelas Eliminatórias
Esporte

Seleção brasileira encara Equador em Porto Alegre pelas Eliminatórias

04/06/2021 14:00
Seleção brasileira encara Equador em Porto Alegre pelas Eliminatórias
Últimas Notícias