Dourados – MS domingo, 26 de setembro de 2021
Dourados
36º max
19º min
Institucional - Setembro
Economia

Valor da cesta básica individual cai 0,22%

02 Jun 2011 - 22h28
O preço do tomate 9,74% no mês de maio nas Capital - Crédito: Foto : Edemir RodriguesO preço do tomate 9,74% no mês de maio nas Capital - Crédito: Foto : Edemir Rodrigues
Campo Grande – Em maio a cesta básica comercializada em Campo Grande registrou decréscimo de 0,22% m relação ao mês anterior, conforme aponta pesquisa da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, do Planejamento, e da Ciência e Tecnologia (Semac). O estudo mostrou que neste período o conjunto de 15 itens alimentícios considerados essenciais passou a valer R$ 256,92.

A pesquisa mostrou que seis produtos da cesta básica alimentar registraram alta: batata 13,71%; macarrão 4,08%; margarina 3,97 %; pão 3,19%; leite 1,09% e carne 0,53%.

Por outro lado, o levantamento apresenta queda nos preços do tomate 9,74%; feijão 3,81%; açúcar 3,02; arroz 2,56%; laranja 2,47%; alface 2,24% e óleo 0,33%. Sal e banana continuaram com o preço estável, sem variações. Devido ao volume elevado de tomate e a boa safra no período, o produto registrou queda de preço de quase 10%.

As variações acumuladas registraram percentuais positivos: nos últimos 12 meses de 9,82%, nos seis últimos meses 6,23% e no ano de 7,52%.

A alta da batata, de 13,71%, é explicada pela pesquisa devido a fatores climáticos que atrasaram a colheita com a queda da produção. Já a alta do macarrão é consequência da elevação no preço do trigo no período, o que acarretou também a alta do valor do pão. Nos últimos seis meses os produtos que apresentaram maiores altas foram: tomate, alface, batata e açúcar. Os produtos com maiores quedas foram o arroz, feijão e carne.

Para adquirir a cesta básica em maio o trabalhador que recebe um salário mínimo, de R$ 545,00, teve 47,14% do seu salário comprometido com o gasto em alimentação, restando R$ 288,08 para outros gastos necessários. Considerando o período de trabalho, o trabalhador precisou de 103 horas e 43 minutos da sua jornada de trabalho mensal de 220 horas para comprar os itens da cesta.

Cesta familiar

No caso da cesta básica familiar, que considera o valor de 44 produtos considerados básicos, a pesquisa apresentou variação positiva de 0,64%., registrando valor de R$ 1.105,01. Quanto à variação acumulada nos últimos 12 meses registrou alta de 8,42%, nos seis últimos meses 6,96% e no ano 6,26%.

Dos 44 produtos pesquisados 28 apresentaram alta, 14 apresentaram queda de preço e dois produtos registraram preço inalterado.


Os produtos em queda foram: tomate 9,74%; cenoura 4,47%; feijão 3,83%; açúcar 2,93%; mandioca 2,74%; arroz 2,50%; laranja 2,49%; alface 2,25%; mamão 1,48%; peixe 1,30% e óleo 0,31%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia

Dólar aproxima-se de R$ 5,35 com preocupações sobre China

25/09/2021 12:00
Confiança do consumidor recua 6,5 pontos em setembro, diz FGV
Economia

Confiança do consumidor recua 6,5 pontos em setembro, diz FGV

25/09/2021 10:00
Confiança do consumidor recua 6,5 pontos em setembro, diz FGV
Diferença entre preço mínimo e máximo da gasolina em Dourados é de 6,72%, diz Procon
Economia

Diferença entre preço mínimo e máximo da gasolina em Dourados é de 6,72%, diz Procon

24/09/2021 14:45
Diferença entre preço mínimo e máximo da gasolina em Dourados é de 6,72%, diz Procon
Economia

Prévia da inflação oficial sobe para 1,14% em setembro

24/09/2021 12:00
Economia

Dólar reverte queda e fecha com pequena alta, a R$ 5,31

24/09/2021 08:00
Últimas Notícias