Dourados – MS sábado, 19 de setembro de 2020
Dourados
30º max
20º min
PREÇO DO FEIJÃO

Temer informa que irá importar feijão para combater preço

22 Jun 2016 - 13h14
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -
O presidente interino, Michel Temer, anunciou nesta quarta-feira (22), por meio de sua conta no Twitter, que fez a liberação da importação do feijão de países vizinhos ligados ao Mercosul, como Argentina, Paraguai e Bolívia.

A alta é resultado de problemas climáticos, que vêm reduzindo a produção do feijão no Brasil. O aumento de preços atinge o prato típico dos brasileiros, o feijão com arroz, e dificulta principalmente a vida dos consumidores de baixa renda, que, acuados pela recessão e pelo desemprego, cortam a compra de itens supérfluos no supermercado.

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, deu detalhes da medida a jornalistas após reunião com Temer no Palácio do Planalto. Ele informou que não há tarifa para a importação de feijão dos países do Mercosul, mas que ela existe para outros países, como México e China, e estão sendo retiradas pelo governo.



"Por sugestão do presidente Temer, vamos, através do Planejamento e da Fazenda, retirar os impostos e taxas cobrados de outros lugares, da China e México, além de outros países também", disse ele.

A retirada do imposto de importação barateia o produto importado e facilita a chegada dele ao país. A expectativa é que, com mais oferta no mercado, o preço do feijão caia.

O encarecimento do produto tem sido um dos temas mais comentados nas redes sociais. No Twitter, o assunto gerou a hashtag "TemerBaixaOPreçoDoFeijão." Em sua conta do microblog, o presidente em exercício também utilizou a hashtag ao anunciar a importação.

Domínio brasileiro

Maggi informou ainda que o mercado de feijão, no Mercosul, é muito pequeno, dominado por empresas do Brasil. O ministro disse ser importante dar estímulos para que as grandes redes de supermercados e atacadistas possam buscar o produto em outros países para "quebrar um pouco esse monopólio do feijão no Brasil".

"Normalmente, não temos estoque porque é um produto altamente perecível", disse.

Outra medida que está sendo tomada, de acordo com Blairo Maggi, é negociar com grandes redes de supermercado para que busquem o produto onde há maior oferta.

'Baixa o preço do feijão'

Desde o início da manhã, o assunto "Temer baixa o preço do feijão" está no chamado "trending topics" do Twitter, que são os temas mais comentados na rede social em um determinado momento do dia. Por volta das 12h desta quarta, por exemplo, era o quinto assunto mais falado entre os usuários brasileiros.

Na mensagem na qual anunciou a importação do feijão para combater a alta do preço, Temer também utilizou a hashtag "TemerBaixaOPreçoDoFeijão".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mega-Sena acumula e pagará R$ 36 milhões sábado
Fezinha

Mega-Sena acumula e pagará R$ 36 milhões sábado

18/09/2020 14:03
Mega-Sena acumula e pagará R$ 36 milhões sábado
Caixa paga auxílio emergencial para 4 milhões nascidos em julho
Auxílio Emergencial

Caixa paga auxílio emergencial para 4 milhões nascidos em julho

18/09/2020 11:03
Caixa paga auxílio emergencial para 4 milhões nascidos em julho
Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses
Brasil

Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses

17/09/2020 18:03
Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses
Consumo mundial de café deve ultrapassar 168 milhões de sacas no ano-cafeeiro 2019-2020
Cotidiano

Consumo mundial de café deve ultrapassar 168 milhões de sacas no ano-cafeeiro 2019-2020

17/09/2020 17:34
Consumo mundial de café deve ultrapassar 168 milhões de sacas no ano-cafeeiro 2019-2020
Brasil e Paraguai assinam acordo para reativar comércio de fronteira
Fronteira

Brasil e Paraguai assinam acordo para reativar comércio de fronteira

17/09/2020 15:58
Brasil e Paraguai assinam acordo para reativar comércio de fronteira
Últimas Notícias