Dourados – MS terça, 27 de fevereiro de 2024
25º
IPVA parcela 2
ALEMS

Proposta muda regras do "Programa Energia Social: Conta de Luz Zero"

O texto proposto visa aumentar a efetividade no atendimento de famílias de baixa renda que se encontram nos critérios de contemplação do benefício

28 Nov 2023 - 21h00Por Osvaldo Júnior, Agência ALEMS
Deputado Rafael Tavares durante a sessão plenária desta quarta-feira; parlamentar é o autor do projeto - Crédito: Luciana Nassar/ALEMSDeputado Rafael Tavares durante a sessão plenária desta quarta-feira; parlamentar é o autor do projeto - Crédito: Luciana Nassar/ALEMS

Tramita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) o Projeto de Lei 345/2023, apresentado nesta terça-feira (28) pelo deputado Rafael Tavares (PRTB). A proposta altera regras do Programa Energia Social: Conta de Luz Zero, instituído pela Lei 5.808/2021. O texto proposto visa aumentar a efetividade no atendimento de famílias de baixa renda que se encontram nos critérios de contemplação do benefício.

O projeto prevê a extensão do benefício às famílias que atendam os requisitos do programa, mas que tiveram consumo mensal de energia elétrica acima de 220 KW/h ou 530 kWh, conforme enquadramento estabelecido pela lei – o segundo teto contempla famílias de baixa renda e que tenham entre seus membros, pessoa com patologia cujo tratamento médico requer o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para seu funcionamento, demandam consumo de energia elétrica.

De acordo com a proposta, as famílias que atendam critérios do programa e que consumam mais que o teto, pagarão apenas o excedente. “Este benefício adicional de isenção parcial do pagamento só se aplica para o consumo que não exceda 50% além dos limites originais de 220 kWh e 530 kWh", completa o projeto de lei.

“A alteração proposta na legislação não implica em gastos adicionais para o Poder Executivo, pois as famílias beneficiárias já estão devidamente enquadradas no programa. O que muda é o modo como lidamos com o consumo que excede os limites estabelecidos de 220 kWh ou 530 kWh”, diz o parlamentar. “Com a nova regra, essas famílias terão que arcar somente com o valor excedente, observado o limite de 50% de excesso. Esta medida assegura que o excesso de consumo moderado não resulte em um peso financeiro desproporcional para essas famílias já vulneráveis”, acrescenta.

O projeto passará pelo período de pauta para recebimento de emendas. Depois segue para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). Se tiver parecer favorável, continua tramitando com pareceres das comissões de mérito e votações em sessões plenárias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALEMS busca acordo para retomada da obra da Ponte Bioceânica
Integração

ALEMS busca acordo para retomada da obra da Ponte Bioceânica

27/02/2024 17:15
ALEMS busca acordo para retomada da obra da Ponte Bioceânica
Mais R$ 124 milhões são aprovados em financiamentos pelo FCO
Economia

Mais R$ 124 milhões são aprovados em financiamentos pelo FCO

27/02/2024 11:45
Mais R$ 124 milhões são aprovados em financiamentos pelo FCO
Governo muda regras de planos de previdência privada; entenda
Economia

Governo muda regras de planos de previdência privada; entenda

27/02/2024 11:00
Governo muda regras de planos de previdência privada; entenda
Receita com exportação de industrializados de MS soma US$ 461,4 milhões em janeiro
Economia

Receita com exportação de industrializados de MS soma US$ 461,4 milhões em janeiro

26/02/2024 20:30
Receita com exportação de industrializados de MS soma US$ 461,4 milhões em janeiro
Empresas têm até dia 29 para enviar comprovantes de rendimentos
Economia

Empresas têm até dia 29 para enviar comprovantes de rendimentos

26/02/2024 12:15
Empresas têm até dia 29 para enviar comprovantes de rendimentos
Últimas Notícias