Dourados – MS domingo, 26 de setembro de 2021
Dourados
36º max
19º min
Institucional - Setembro
Dourados

Pesquisa aponta cenário otimista ao mês dos Pais este ano em comparação a 2020

17 Jul 2021 - 11h00
Pesquisa aponta cenário otimista ao mês dos Pais este ano em comparação a 2020 -

Os sul-mato-grossenses estão otimistas para o Dia dos Pais, a ser comemorado no segundo domingo de agosto. Segundo a pesquisa de intenção de compras para o período, o comércio do Estado deve receber o aporte de R$ 201,16 milhões de reais. O valor é 54% maior do que no ano passado, quando foram injetados R$ 130,96 milhões. A pesquisa é uma realização do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio (IPF/MS), em parceria com o Sebrae MS.

Em Dourados, a estimativa é de ser injetado no comércio cerca de R$ 15,3 milhões, sendo R$ 8,1 milhões com presentes e R$ 7,2 milhões em comemorações.

"Temos percebido um trimestre com boas intenções de compras da família e isso se mostra na pesquisa. Em presentes, a estimativa é que haja um aumento médio no valor do presente de 26%, que está em R$ 157,25. Para as comemorações, a expectativa é que sejam investidos – também uma média – de R$ 146,58, representando um aumento de 43% em relação ao ano passado", explica a economista do IPF MS, Regiane Dedé de Oliveira. O total de gastos com presentes e comemorações gira em torno de R$ 303,83.

Os presentes – Artigos de vestuário são a preferência entre as compras (27%), seguido de perfumes/loção de barba (22%) e calçados (21%). A grande maioria (81%) afirma que vão comprá-los em lojas físicas e que a entrega será presencial.

A analista-técnica do Sebrae/MS, Vanessa Schmidt, afirma que é importante o empresário se atentar para esses dados. "É o momento dele ´ambientar´ essa data, criar promoções, montar kits presentes, descontos e, ainda, criar estratégias para comunicar isso ao público dele, usando todos os meios possíveis, incluindo as plataformas digitais como mailling, whatsApp e redes sociais", sugere.

As economistas chamam a atenção para outra mudança de comportamento que ainda se mantém: na tomada de decisão, manter os protocolos de segurança serão observados por 15% dos que responderam à pesquisa, índice maior do que o atendimento (13%). Quanto ao pagamento, 38% vão pagar à vista

Comemorações – Os entrevistados sinalizaram que vão, de alguma forma, comemorar a data (44%). 77% também afirmaram que passarão o dia com o pai e comprarão ingredientes para preparar refeições, e 14% pretendem ir a restaurantes. "Há de ser uma nova oportunidade para o setor de alimentação; para investir em alimentação pronta, pré-pronta e também para os supermercados que vendem os ingredientes para aqueles filhos que quiserem preparar o prato especial para a data", conta Vanessa Schmidt. "É o momento dos comerciantes garantirem a compra à vista, garantirem o capital de giro, fidelizarem e ganharem novos clientes".

A economista Regiane Dedé de Oliveira aponta ainda alguns destaques. Em Campo Grande, o número de pessoas que pretendem presentear aumentou do ano passado para cá: em 2020 eram 46,2% da população; este ano, 55,8%. No que diz respeito a gastos médios com comemorações, o destaque é para Corumbá/Ladário que obtiveram os maiores índices (R$ 158,32) e Dourados (R$ 156,36), cidades onde ocorrem as maiores movimentações financeiras, de acordo com a pesquisa.

"Há uma expectativa de otimismo entre os consumidores, mesmo eles próprios dizendo que o cenário é instável e volátil, ainda a depender de fatores políticos e sociais a serem encarados. Mas é possível termos um bom período para os comerciantes", afirma Regiane.

A pesquisa foi realizada entre os dias 19 e 29 de junho, com 1684 pessoas nas cidades de Campo Grande, Corumbá/Ladário, Coxim, Bonito, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia

Dólar aproxima-se de R$ 5,35 com preocupações sobre China

25/09/2021 12:00
Confiança do consumidor recua 6,5 pontos em setembro, diz FGV
Economia

Confiança do consumidor recua 6,5 pontos em setembro, diz FGV

25/09/2021 10:00
Confiança do consumidor recua 6,5 pontos em setembro, diz FGV
Diferença entre preço mínimo e máximo da gasolina em Dourados é de 6,72%, diz Procon
Economia

Diferença entre preço mínimo e máximo da gasolina em Dourados é de 6,72%, diz Procon

24/09/2021 14:45
Diferença entre preço mínimo e máximo da gasolina em Dourados é de 6,72%, diz Procon
Economia

Prévia da inflação oficial sobe para 1,14% em setembro

24/09/2021 12:00
Economia

Dólar reverte queda e fecha com pequena alta, a R$ 5,31

24/09/2021 08:00
Últimas Notícias