Dourados – MS quarta, 27 de janeiro de 2021
Dourados
31º max
22º min
Influx
Comércio

Em ano de pandemia, comércio espera vender até 7% a mais no Natal

Empresários já investem em decoração para atrair os clientes e esperam reverter crise com as vendas de final de ano

30 Nov 2020 - 08h01Por Lílian Rech, Especial ao O PROGRESSO
Em ano de pandemia, comércio espera vender até 7% a mais no Natal - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O Natal é uma das datas mais esperadas do ano, movimenta todos os setores do comércio, proporcionando giro econômico para os mais diversos segmentos. Este ano, por causa da pandemia do novo coronavírus, alguns setores sofreram mais impacto que os outros, porém depois de um tempo, e aos poucos, as engrenagens estão se encaixando e depois de várias adaptações com relação a biossegurança, a retomada das vendas voltou a acontecer.

Há menos de um mês para o Natal, alguns empresários já estão se preparando para a data. Mesmo sem decorar as lojas, os produtos já estão nas vitrines e prateleiras. Depois de meses de crise, agora as expectativas são boas. A tentativa é suprir os investimentos feitos ainda no início da pandemia. Para o empresário Fábio Kenji Ueno Gil, de 37 anos, que é proprietário de uma loja franquiada de chocolates, esta é a segunda época do ano de melhores vendas. “A primeira época no meu caso é a Páscoa, mas o Natal é sim uma data de vendas consideráveis (...) e esse ano a franquia mandou 20% a mais de produtos do que o mesmo período de 2019, mas com menos variedades de opções e a expectativa é de que todos sejam comercializados até o dia 25 de dezembro”, afirma Gil, que inaugurou a loja de Dourados em dezembro de 2018.

Ainda conforme Gil, o consumidor de 2020 está procurando produtos para agradar não apenas familiares e amigos. “Nós fomos procurados por empresas interessadas em fechar pacotes para presentear funcionários e colaboradores e também por alguns clientes que estão se programando para presentear familiares, mas as vendas mais significativas acabam sempre sendo feitas em dezembro mesmo porque a maioria das pessoas sempre deixa tudo para a última hora”

A advogada Barbara Palomanes Rasslan, de 47 anos, é proprietária de uma confecção de roupas femininas há dois anos. Ela elabora e confecciona todas as coleções. 

As peças tanto para o Natal de 2020 quanto para o Ano Novo de 2021 já estão na linha de produção e algumas delas devem estar em breve na vitrine. “Eu inclusive coloquei algumas peças desta coleção em liquidação e as vendas estão aquecidas mesmo com as incertezas deste ano atípico (...) eu espero vender mais porque as pessoas já estão viajando, já não aguentam ficar isoladas e estão programando viagens de final de ano e vem renovar as o guarda-roupas aqui na loja”, destaca Barbara.

Já no shopping center do município, que atualmente tem abertas 89 lojas, a expectativa também é boa. “Os preços praticados em nossas lojas estão ótimos o que é um atrativo a mais para o consumidor diante do cenário que estamos vivendo”, salienta Robson Braga, gerente comercial do empreendimento.

“O pátio já está todo decorado, tendo inclusive a participação e interação do ‘bom velhinho’ com o público, durante os dias que antecedem o Natal”, complementou Viviana Modesto Alves, que é a coordenadora de marketing do shopping.

Viviana ainda afirma que todas as normas de biossegurança estão sendo seguidas uma vez que não é permitido contato físico com o papai noel, o uso de máscara de proteção é obrigatório, além da assepsia das mãos com álcool 70%.

De acordo com Nilson Santos, que é o presidente da Aced - Associação Comercial e Empresarial de Dourados, mesmo que o ano tenha sido complicado para o setor empresarial o cenário é bem otimista e as perspectivas são boas. “O brasileiro têm como tradição presentear e por isso para o comércio o Natal é a melhor data do ano em lucratividade”, ressalta Santos.

Algumas empresas estão inclusive cadastrando candidatos para vagas de emprego temporário, para suprir a demanda de vendas de final de ano, é o que afirma Santos. “O cenário esperado é de que mesmo com a pandemia tenha um aumento de 5 a 7% nas vendas de acordo com o mesmo período do ano passado”, conclui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mesmo com pandemia, MS bate média recorde com 21 novas empresas abertas por dia em 2020
economia

Mesmo com pandemia, MS bate média recorde com 21 novas empresas abertas por dia em 2020

27/01/2021 07:54
Mesmo com pandemia, MS bate média recorde com 21 novas empresas abertas por dia em 2020
Alan Guedes anuncia antecipação da 1° parcela dos salários que foram escalonados
Dourados

Alan Guedes anuncia antecipação da 1° parcela dos salários que foram escalonados

26/01/2021 17:11
Alan Guedes anuncia antecipação da 1° parcela dos salários que foram escalonados
Projeto permite saque emergencial do FGTS por trabalhadores do Amapá
economia

Projeto permite saque emergencial do FGTS por trabalhadores do Amapá

26/01/2021 17:04
Projeto permite saque emergencial do FGTS por trabalhadores do Amapá
Novos investimentos no Centro-Oeste gerarão cerca de 23 mil empregos
Economia

Novos investimentos no Centro-Oeste gerarão cerca de 23 mil empregos

26/01/2021 15:22
Novos investimentos no Centro-Oeste gerarão cerca de 23 mil empregos
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
Economia

Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas

26/01/2021 10:49
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
Últimas Notícias