Dourados – MS terça, 29 de setembro de 2020
Dourados
37º max
21º min
Economia

Economia deve encolher 3,6%, este ano e 1,9% em 2016, diz BC

24 Dez 2015 - 07h00
O Banco Central (BC) espera por maior retração da economia este ano. A projeção para a queda do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 2,7%, divulgada em setembro, para 3,6%. A informação é do Relatório de Inflação divulgado ontem. Para 2016, a estimativa de queda do PIB é 1,9%.


A produção agropecuária deverá aumentar 0,5% no próximo ano. Já a indústria terá queda de 3,9%, terceiro recuo anual consecutivo. O setor de serviços deverá recuar 1,2% em 2016, seguindo a dinâmica da produção industrial e do consumo das famílias.


O consumo das famílias deve cair 2%, uma melhora em relação à retração projetada para este ano (3,8%). Segundo o BC, a projeção para 2016 “considera os efeitos da evolução mais favorável da massa ampliada de rendimentos (massa salarial e benefícios sociais recebidos pelas famílias), que deverá repercutir o aumento significativo esperado para o salário mínimo, e da trajetória mais benigna da inflação”. O salário mínimo deve subir de R$ 788 para R$ 871, em janeiro. A projeção do BC para a inflação este ano é 10,8% e para 2016, 6,2%.

Os investimentos


Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) – devem apresentar recuo de 9,5%, em 2016. Neste ano, a projeção é de retração de 14,5%. De acordo com o BC, a perspectiva é que “choques que impactaram acentuadamente a evolução dessa componente da demanda em 2015 não se repitam com a mesma intensidade em 2016”. “A retração anual repercute, em especial, o cenário negativo para a construção civil e o recuo acentuado na absorção de bens de capital, em ambiente de encarecimento do crédito e níveis historicamente reduzidos da utilização da capacidade instalada”, acrescentou o BC.


O banco prevê ainda que “o menor dinamismo da economia brasileira seguirá causando impacto nas importações de bens e serviços, que deverão recuar 11% em 2016, contrastando com a projeção de crescimento de 2% para as exportações”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Produção dos Cafés do Brasil atinge 61,62 milhões de sacas de 60kg em 2020, volume 25% maior que 2019
Economia

Produção dos Cafés do Brasil atinge 61,62 milhões de sacas de 60kg em 2020, volume 25% maior que 2019

29/09/2020 17:03
Produção dos Cafés do Brasil atinge 61,62 milhões de sacas de 60kg em 2020, volume 25% maior que 2019
Informações extraoficiais dão conta de que a fronteira será totalmente reaberta às 13h de hoje
Fronteira

Informações extraoficiais dão conta de que a fronteira será totalmente reaberta às 13h de hoje

29/09/2020 10:24
Informações extraoficiais dão conta de que a fronteira será totalmente reaberta às 13h de hoje
Sem decreto oficial, comércio na fronteira permanece fechado
Fronteira

Sem decreto oficial, comércio na fronteira permanece fechado

29/09/2020 09:27
Sem decreto oficial, comércio na fronteira permanece fechado
Confiança da indústria atinge maior nível desde janeiro de 2013
Economia

Confiança da indústria atinge maior nível desde janeiro de 2013

28/09/2020 15:42
Confiança da indústria atinge maior nível desde janeiro de 2013
Agroflorestas já são mais rentáveis que produção de soja
Sustentabilidade

Agroflorestas já são mais rentáveis que produção de soja

28/09/2020 14:16
Agroflorestas já são mais rentáveis que produção de soja
Últimas Notícias