Dourados – MS domingo, 16 de junho de 2024
28º
Economia

Economia de MS deve crescer mais que a média nacional, diz economista

03 Fev 2020 - 07h46Por Da redação
Agronegócio  é um dos setores que impulsiona a economia de MS - Crédito: Chico RibeiroAgronegócio é um dos setores que impulsiona a economia de MS - Crédito: Chico Ribeiro

A perspectiva para os próximos anos é de continuidade do crescimento da economia de Mato Grosso do Sul acima da média nacional. O último PIB (Produto Interno Bruto) divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia) mostra uma variação de 4,9% no Estado em 2017, enquanto o desempenho brasileiro no mesmo ano foi de 1,3%.

Para o economista Sérgio Torres, professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas), o Brasil deve manter a recuperação da economia com crescimento de 1,8% em 2020 e superior a 2% em 2021, e Mato Grosso do Sul irá alcançar números sempre acima desses resultados, impulsionado pelo setor agropecuário.

“Em Mato Grosso do Sul temos o agronegócio muito pujante e uma tendência do nosso Estado configurar com um Produto Interno Bruto acima da média nacional. Sendo assim, para 2020 projetamos para 2021 um PIB de 2,2% a 2,4%, mantendo um desenvolvimento do setor agroenergético, principalmente do gás boliviano, com os investimentos previstos do governo estadual e federal. É possível que tenhamos PIB a 2,4%, talvez até um pouco superior, para 2021”, avaliou Torres. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos em determinada localidade.

O setor de serviços, segundo ele, recuperou força e a expectativa é de crescimento do setor da construção civil, um pilar muito importante para geração de emprego e distribuição de renda em Mato Grosso do Sul.

O Produto Interno Bruto de Mato Grosso do Sul gerado em 2017 foi de R$ 96,372 bilhões, resultando em um PIB per capita de R$ 35.520,45 – o oitavo maior valor per capita entre os demais estados brasileiros.

Ainda conforme o economista, três reformas podem alavancar a economia brasileira, que teve três anos de queda da economia, mas já esboça uma reação. “Temos a expectativa que, com as reformas administrativa, política e, principalmente, a tributária/fiscal podemos dar um ânimo maior ainda para o País e o Produto Interno Bruto pode ser um pouco mais otimista tendo em vista que, se as reformas acontecem, é possível termos um número mais considerável na empregabilidade do País, na geração de empregos e distribuição de renda, portanto, um maior consumo das famílias e, por conseguinte, o desenvolvimento do país”, disse.

O crescimento de Mato Grosso do Sul é resultado, em parte, da política de desenvolvimento econômico – com o fomento à modernização, uso da ciência e tecnologia e aumento da produtividade agropecuária – e de medidas de austeridade implementadas pelo governo – reformas administrativa (com a extinção de seis secretarias) e previdenciária estadual, estabelecimento de limites de gastos para todos os poderes e a renegociação da dívida do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Exportações do agronegócio brasileiro atingem mais de US$ 15 bilhões em maio
Balança comercial

Exportações do agronegócio brasileiro atingem mais de US$ 15 bilhões em maio

16/06/2024 15:00
Exportações do agronegócio brasileiro atingem mais de US$ 15 bilhões em maio
Proposta versa sobre inserção dos jovens no mercado de trabalho
ALEMS

Proposta versa sobre inserção dos jovens no mercado de trabalho

16/06/2024 07:00
Proposta versa sobre inserção dos jovens no mercado de trabalho
Transações via Pix mudam a dinâmica de pagamentos
Economia

Transações via Pix mudam a dinâmica de pagamentos

15/06/2024 07:45
Transações via Pix mudam a dinâmica de pagamentos
Sebrae/MS incentiva a economia criativa na Feira do Bosque da Paz
Cultura empreendedora

Sebrae/MS incentiva a economia criativa na Feira do Bosque da Paz

15/06/2024 06:15
Sebrae/MS incentiva a economia criativa na Feira do Bosque da Paz
Inflação de 2024 pesa mais para famílias de renda muito baixa
Economia

Inflação de 2024 pesa mais para famílias de renda muito baixa

14/06/2024 21:15
Inflação de 2024 pesa mais para famílias de renda muito baixa
Últimas Notícias