Dourados – MS sexta, 14 de agosto de 2020
Dourados
31º max
17º min
Segurança e Saúde JBS
ECONOMIA

Dólar tem forte queda e chega a R$ 3,30

28 Jun 2016 - 14h45
Dólar tem forte queda e chega a R$ 3,30 -
O dólar opera em queda nesta terça-feira (28), se aproximando de R$ 3,30 pela primeira vez em quase um ano, acompanhando a recuperação dos mercados globais após duas sessões de mau humor com a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia (UE) e reagindo às declarações do novo presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, e à perspectiva de que o BC não deve cortar os juros tão cedo no Brasil.

Às 13h29, a moeda norte-americana caía 2,578%, a R$ 3,3071 na venda. Veja a cotação do dólar hoje.

A última vez que o dólar fechou abaixo de R$ 3,30 foi em 23 de julho de 2015.

Acompanhe a cotação ao longo do dia:

Às 9h09, queda de 1,25%, a R$ 3,3521

Às 10h09, queda de 1,43%, a 3,346

Às 10h30, queda de 1,31%, a R$ 3,3521

Às 10h49, queda de 1,35%, a R$ 3,3486

Às 11h49, queda de 1,97%, a R$ 3,3277

Às 12h39, queda de 2,17%, a R$ 3,321

Às 12h49, queda de 2,26%, a R$ 3,3177

Nos mercados externos, as bolsas europeias tiveram a primeira alta desde a vitória do Brexit. Na Ásia, também houve avanço do mercado de ações, com as bolsas na China fechando na máxima de três semanas.
"Após dois dias de baixa, as bolsas globais mostram alguma reação. É o primeiro respiro após (a saída britânica da UE)", escreveram analistas da corretora Guide Investimentos em relatório. "A melhora, no entanto, tende a ser provisória, em nossa opinião. Ainda há muito a discutir, e as incertezas continuarão presentes", acrescentaram.

BC diz que cenário não permite corte de juros

O mercado brasileiro mantinha a tendência de apresentar quedas maiores do dólar do que seus pares na América Latina, ajudado também pela perspectiva de que o BC só volte a cortar os juros básicos em outubro e pela ausência da autoridade monetária do câmbio.

Em documento, o BC informou nesta terça-feira que o cenário central "não permite trabalhar com a hipótese de flexibilização das condições monetárias", ou seja, com corte de juros. A manutenção da Selic em 14,25% por mais tempo tende a sustentar a atratividade do mercado local para investidores estrangeiros.

O Banco Central estimou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) - a inflação oficial do país - deve ficar próximo de 7% neste ano.

Com isso o IPCA deverá ficar, pelo segundo ano seguido, acima do teto de 6,5% determinado pelo sistema de metas de inflação brasileiro

O novo presidente do BC disse ainda que a instituição não irá recomendar ao Conselho Monetário Nacional (CMN) elevar a meta central de inflação para 2017, que está fixada em 4,5%.

Ilan Goldfajn também repetiu que o BC pode reduzir sua exposição cambial quando e se for possível e que poderá usar todas as ferramentas com parcimônia no câmbio.

Para alguns analistas, o dólar pode buscar o patamar de R$ 3,30 se o bom humor continuar e o BC permanecer ausente do mercado, destaca a Reuters.

Último fechamento

Na véspera, a moeda norte-americana subiu 0,44%, a R$ 3,3946 na venda, após chegar a R$ 3,4167 na máxima desta sessão e a R$ 3,3733 na mínima. No acumulado no mês de junho, o dólar tem queda de 6,03%. No ano, a divisa caiu 14,02% frente ao real.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Congresso promulga MP que regulamenta auxílio a setor cultural
Brasil

Congresso promulga MP que regulamenta auxílio a setor cultural

14/08/2020 13:01
Congresso promulga MP que regulamenta auxílio a setor cultural
Setor de serviços aponta impacto de 8% nos preços com reforma tributária
Economia

Setor de serviços aponta impacto de 8% nos preços com reforma tributária

14/08/2020 07:33
Setor de serviços aponta impacto de 8% nos preços com reforma tributária
Mato Grosso do Sul tem a 5ª maior produção de grãos do país
MS

Mato Grosso do Sul tem a 5ª maior produção de grãos do país

13/08/2020 18:02
Mato Grosso do Sul tem a 5ª maior produção de grãos do país
Totens vão identificar produtos do MS nas prateleiras
MS

Totens vão identificar produtos do MS nas prateleiras

13/08/2020 17:03
Totens vão identificar produtos do MS nas prateleiras
Abate de suínos cresce no 2º trimestre e chega a 12 milhões
Economia

Abate de suínos cresce no 2º trimestre e chega a 12 milhões

13/08/2020 14:30
Abate de suínos cresce no 2º trimestre e chega a 12 milhões
Últimas Notícias