Dourados – MS sábado, 18 de maio de 2024
18º
Economia

Dólar cai para R$ 5,26 e tem primeira queda semanal desde maio

Bolsa recua 0,44%, mas termina segunda semana seguida em alta

08 Jul 2022 - 19h45Por Wellton Máximo, Agência Brasil*
Com o desempenho de hoje, o dólar acumula queda 0,99% na semana - Crédito: Valter Campanato/Agência BrasilCom o desempenho de hoje, o dólar acumula queda 0,99% na semana - Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil

Em mais um dia de alívio no mercado financeiro, o dólar caiu para abaixo de R$ 5,30 e teve o primeiro recuo semanal desde maio. A bolsa de valores terminou o dia em baixa, mas registrou a segunda semana seguida de ganhos.

O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (8) vendido a R$ 5,268, com queda de R$ 0,077 (-1,44%). A cotação chegou a abrir em leve alta, mas passou a despencar logo após a abertura do mercado norte-americano, encerrando próxima do valor mínimo do dia.

Com o desempenho de hoje, o dólar acumula queda 0,99% na semana, após chegar a R$ 5,46 na última quarta-feira (6). A divisa sobe 0,63% em julho, mas cai 5,52% em 2022.

No mercado de ações, o dia foi marcado pela volatilidade. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 100.299 pontos, com recuo de 0,44%. O indicador iniciou o dia em alta, mas inverteu o movimento no decorrer da sessão e passou a cair, pressionado por ações de mineradoras e de siderúrgicas. Apesar da queda de hoje, a bolsa ganhou 1,35% na semana e continuou acima dos 100 mil pontos.

Dados do mercado de trabalho norte-americano trouxeram alívio ao mercado global. A divulgação de que a economia dos Estados Unidos criou 376 mil empregos em junho animou os investidores. O número veio acima do previsto, o que reduz o risco de a maior economia do planeta entrar em recessão, apesar dos aumentos recentes de juros pelo Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano).

No Brasil, o atraso na votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que aumenta benefícios sociais e cria auxílio para caminhoneiros e taxistas até o fim do ano influenciou o mercado. Prevista para ocorrer ontem (7) na Câmara dos Deputados, a votação foi adiada para terça-feira (12) por falta de quórum. O mercado tem receio do impacto de R$ 41,25 bilhões da proposta sobre o Orçamento da União até o fim do ano.

*Com informações da Reuters.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Levantamento aponta que etanol ainda lidera maior variação entre combustíveis
Campo Grande

Levantamento aponta que etanol ainda lidera maior variação entre combustíveis

18/05/2024 21:00
Levantamento aponta que etanol ainda lidera maior variação entre combustíveis
Devedores têm último fim de semana para aderir ao Desenrola Brasil
Economia

Devedores têm último fim de semana para aderir ao Desenrola Brasil

18/05/2024 19:00
Devedores têm último fim de semana para aderir ao Desenrola Brasil
Governador finaliza semana em Nova Iorque e faz balanço sobre geração de oportunidades ao Estado
MS DAY

Governador finaliza semana em Nova Iorque e faz balanço sobre geração de oportunidades ao Estado

18/05/2024 17:00
Governador finaliza semana em Nova Iorque e faz balanço sobre geração de oportunidades ao Estado
MS teve a 5ª menor taxa de desocupação do Brasil durante o primeiro trimestre de 2024
Economia

MS teve a 5ª menor taxa de desocupação do Brasil durante o primeiro trimestre de 2024

18/05/2024 12:00
MS teve a 5ª menor taxa de desocupação do Brasil durante o primeiro trimestre de 2024
Agronegócio bate recorde de exportações em abril, com US$ 15,24 bilhões
Balança comercial

Agronegócio bate recorde de exportações em abril, com US$ 15,24 bilhões

17/05/2024 17:30
Agronegócio bate recorde de exportações em abril, com US$ 15,24 bilhões
Últimas Notícias