Dourados – MS quinta, 23 de maio de 2024
22º
Economia

Dólar cai para R$ 5,02 após Fed aumentar juros nos Estados Unidos

Bolsa de valores interrompe série de quedas e sobe 0,73%

15 Jun 2022 - 20h30Por Wellton Máximo*, Agência Brasil
Com o desempenho de hoje, a moeda norte-americana acumula alta de 5,74% em junho - Crédito: Valter Campanato/Agência BrasilCom o desempenho de hoje, a moeda norte-americana acumula alta de 5,74% em junho - Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil

Em um dia de melhoria no cenário externo, o dólar caiu para perto de R$ 5, e a bolsa interrompeu uma sequência de oito quedas. A decisão do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) de aumentar os juros básicos nos Estados Unidos em ritmo maior que o esperado foi bem recebida pelos investidores internacionais, provocando alívio em todo o planeta.

O dólar comercial encerrou esta quarta-feira (15) vendido a R$ 5,026, com recuo de R$ 0,108 (-2,11%). A divisa operou próxima de R$ 5,10 durante quase todo o dia, mas desabou após o anúncio da decisão do Fed de elevar os juros básicos nos Estados Unidos em 0,75 ponto percentual, para uma banda entre 1,5% e 1,75% ao ano.

Com o desempenho de hoje, a moeda norte-americana acumula alta de 5,74% em junho. Em 2022, a divisa cai 9,86%. Este foi o primeiro recuo do dólar após sete altas seguidas.

O dia também foi positivo no mercado de ações. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 102.807 pontos, com alta de 0,73%. O indicador operou com ganhos durante todo o dia, mas consolidou a tendência de alta após o anúncio dos juros básicos norte-americanos. Apesar da alta de hoje, a bolsa brasileira acumula queda de 7,67% no mês, após dias de tensão em torno dos juros norte-americanos.

A alta de 0,75 ponto nos juros norte-americanos representou o maior aumento em uma única vez desde 1994. Segundo o presidente do Fed, Jerome Powell, a inflação nos Estados Unidos, que está no maior nível em 41 anos, surpreendeu e justificou a elevação da taxa.

Normalmente, juros mais altos em economias avançadas estimulam a fuga de recursos de países emergentes, como o Brasil. No entanto, o mercado entendeu que o aumento de hoje estava “precificado” (incorporado nos preços dos ativos financeiros), o que levou a um movimento de alta nas bolsas e uma queda do dólar em todo o planeta.

No Brasil, também foi dia de reunião do Banco Central. O Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa Selic – juros básicos da economia – em 0,5 ponto, para 13,25% ao ano, conforme projetado pelas instituições financeiras. A alta nos juros brasileiros ajuda a conter a fuga de capitais e a segurar o valor do dólar perante o real.

*Com informações da Reuters

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lula sanciona lei que desonera atividades do setor de eventos
Economia

Lula sanciona lei que desonera atividades do setor de eventos

22/05/2024 20:30
Lula sanciona lei que desonera atividades do setor de eventos
Dólar sobe para R$ 5,15 após sinalizações de BC norte-americano
Economia

Dólar sobe para R$ 5,15 após sinalizações de BC norte-americano

22/05/2024 18:36
Dólar sobe para R$ 5,15 após sinalizações de BC norte-americano
Projeto-piloto do Drex entrará em segunda fase de testes
Economia

Projeto-piloto do Drex entrará em segunda fase de testes

22/05/2024 18:15
Projeto-piloto do Drex entrará em segunda fase de testes
Com apoio da Prefeitura, Startup Weekend está com inscrições abertas
Dourados

Com apoio da Prefeitura, Startup Weekend está com inscrições abertas

22/05/2024 18:00
Com apoio da Prefeitura, Startup Weekend está com inscrições abertas
Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 4
Economia

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 4

22/05/2024 11:45
Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 4
Últimas Notícias