Dourados – MS sexta, 04 de dezembro de 2020
Dourados
30º max
21º min
Imaculada-Desk
Imaculada-Mobile
Economia

DIs sobem em bloco na BM&F, após aumento das previsões para inflação

24 Jan 2011 - 15h40


SÃO PAULO - Em uma semana marcada pela divulgação de uma série de indicadores de inflação e pela ata referente à ultima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), o mercado volta a pedir prêmio na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o que leva os juros futuros a subirem em bloco.

Ao longo dos próximos dias sairão o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) e o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de janeiro, e nova prévia do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do município de São Paulo, apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

E o mercado segue preocupado com a aceleração inflacionária, o que se refletiu no mais recente Boletim Focus, elaborado pelo Banco Central (BC).

A expectativa para a inflação oficial de 2012 foi ampliada pela primeira vez, depois de permanecer em 4,50% por 121 semanas consecutivas. A projeção para o IPCA no próximo ano subiu para 4,54%. Para este calendário, o prognóstico para o indicador foi elevado pela sétima vez seguida, de 5,42% para 5,53%. O prognóstico para o IPCA em 12 meses ainda avançou de 5,47% para 5,49%.

No reflexo desse movimento, há pouco, o Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em março de 2011 mantinha o patamar de 11,14%, o contrato com vencimento em abril avançava 0,01 ponto percentual, a 11,38%, e o de julho tinha aumento de 0,02 ponto, para 11,89%.

Entre os DIs de prazos mais dilatados, o do início de 2012 registrava acréscimo de 0,04 ponto, a 12,42%, o contrato de abertura de 2013 apresentava aumento de 0,05 ponto, a 12,76%, o de janeiro de 2014 subia 0,05 ponto, a 12,70%, e o do início de 2015 avançava 0,06 ponto, a 12,62%.

Além disso, os contratos de abertura de 2016 e 2017 aumentavam 0,06 ponto, respectivamente a 12,48% e 12,42%.

O sócio-gestor da Leme Investimentos, Paulo Petrassi, assinala que o Boletim Focus acentua o mau humor do mercado, em um cenário que ainda não contou com nenhuma medida de aperto fiscal neste novo governo de Dilma Rousseff.

\'O mercado está impaciente, quer números. Já se passou quase um mês de governo e nada foi anunciado em termos de cortes fiscais\', diz Petrassi.

Segundo ele, além de medidas de contenção de despesas, os operadores estão na expectativa da ata do Copom, que será divulgada nesta quinta-feira.

\'A ata será fundamental para o mercado avaliar a postura do BC. O mercado teme que ela tenha o dedo de [Guido] Mantega. Os operadores já estão impacientes com o ministro [da Fazenda], o que sobrecarrega Alexandre Tombini. O mercado quer que o novo presidente tenha o mesmo poder que Henrique Meirelles tinha no governo de Lula\', ressalta.

Embora avalie que o movimento de abertura da curva de juros futuros esteja exagerado, Petrassi acredita que, se o governo não anunciar no curto prazo algum corte de despesas e se a ata do Copom não tiver um tom mais \'duro\', a tendência segue de alta dos DIs.

Ainda nesta segunda-feira, a Fundação Getulio Vargas (FGV) informou que, puxado pelos custos da educação e dos transportes, o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) marcou inflação de 1,18% na terceira leitura de janeiro, a maior taxa de variação desde a semana inicial de fevereiro de 2010 (1,33%). Na segunda prévia do mês, o indicador tinha avançado 1,06%.

Vale lembrar que amanhã será feriado em São Paulo, e o mercado de juros futuros estará fechado.

(Beatriz Cutait | Valor)


(G1.com)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pix tem 100 milhões de chaves registradas
ECONOMIA

Pix tem 100 milhões de chaves registradas

04/12/2020 09:35
Pix tem 100 milhões de chaves registradas
Orçamento municipal 2021 será de R$ 1.164 bilhão
PARA DOURADOS

Orçamento municipal 2021 será de R$ 1.164 bilhão

03/12/2020 08:29
Orçamento municipal 2021 será de R$ 1.164 bilhão
Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro
economia

Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro

02/12/2020 17:03
Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro
Maia diz que há votos para aprovar reforma tributária neste ano, mesmo sem apoio do governo
economia

Maia diz que há votos para aprovar reforma tributária neste ano, mesmo sem apoio do governo

02/12/2020 15:08
Maia diz que há votos para aprovar reforma tributária neste ano, mesmo sem apoio do governo
Serviços avançam e comércio recua na participação no PIB desde 1947
economia

Serviços avançam e comércio recua na participação no PIB desde 1947

02/12/2020 13:41
Serviços avançam e comércio recua na participação no PIB desde 1947
Últimas Notícias