Dourados – MS quarta, 18 de setembro de 2019
Mato Grosso do Sul

Consumo de gás natural triplica em MS e projeta 10 mil clientes em setembro

23 Ago 2019 - 08h19Por Redação
Combustível abastece shopping, Mercadão, fábricas e casas em Campo Grande e Três Lagoas - Crédito: Edemir RodriguesCombustível abastece shopping, Mercadão, fábricas e casas em Campo Grande e Três Lagoas - Crédito: Edemir Rodrigues

Energia econômica e limpa, o gás natural está cada vez mais presente no dia a dia das pessoas. Em quatro anos, o número de consumidores em Mato Grosso do Sul aumentou 142%, passando de 3.866 para 9.343, de julho de 2015 para julho deste ano. Já o consumo praticamente triplicou, passando de 6,2 milhões de m³ para 18,5 milhões de m³ do produto.

O tradicional pastel do Mercadão de Campo Grande, por exemplo, é feito com o uso do gás natural. Na Pastelaria do Milton são vendidos de 200 a 300 pastéis por dia.

“Eu recomendo para todo mundo. Foi ótimo quando passamos a usar gás natural. Só de não ter que trocar botijão já é uma vantagem. Tem essa comodidade. E o valor é menor. O gás é bom, não tem cheiro. Trabalhamos com alta pressão e não tem problema de congelamento que tinha com o GLP”, conta o gerente Jair Oshiro. 

Na lanchonete Tokyo Dome, também no Mercadão, o uso de gás natural é sinônimo de tranquilidade. Proprietário do estabelecimento há 19 anos, Marcos Arakaki vende de 100 a 200 pastéis por dia. “Para mim melhorou. Não tem mais que se preocupar com botijão de gás e é mais economia. É muito bom”, diz. 

Já para o funcionário da pastelaria Parada Obrigatória Renan Kanashiro a vantagem do gás natural é a segurança. “É muito melhor com o gás natural. Nunca tivemos problema”, afirma.

A quantidade de estabelecimentos atendidos pela Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGÁS) saltou nos principais segmentos de consumidores: residencial (aumento de 140%), comercial (194%) e industrial (91%).

O uso do gás natural está até onde menos se espera. É usado para a geração de energia elétrica na Usina Termelétrica Luís Carlos Prestes, em Três Lagoas; e para a cogeração da energia de um shopping, em Campo Grande.

Agora, a expectativa da distribuidora é alcançar 10 mil consumidores já em setembro deste ano. A projeção para os próximos anos é ainda mais animadora para a empresa. De acordo com o assessor de Gestão de Riscos e Conformidades, Gustavo Alcântara de Carvalho, com a expansão das ligações, o número de consumidores deve chegar a 15 mil em 2022.

Bolívia

Mato Grosso do Sul usa o gás natural que vem da Bolívia. O consumo do produto importado em outros estados, no entanto, vem sofrendo uma redução drástica por conta da produção recorde brasileira.

Isso tem afetado a arredação do governo sul-mato-grossense. O ICMS do gás natural é uma das principais fontes de receita do Estado porque a entrada do produto no Brasil é por Corumbá e a arrecadação fica com Mato Grosso do Sul.

 

Fonte: MS.gov

Deixe seu Comentário

Leia Também

Taxa básica de juros será definida nesta semana
Economia

Taxa básica de juros será definida nesta semana

16/09/2019 13:00
Taxa básica de juros será definida nesta semana
Receita libera pagamento do 4º lote de restituição do IR 2019
Economia

Receita libera pagamento do 4º lote de restituição do IR 2019

16/09/2019 08:00
Receita libera pagamento do 4º lote de restituição do IR 2019
Caixa registra 12 milhões de transações após liberação do FGTS
Economia

Caixa registra 12 milhões de transações após liberação do FGTS

16/09/2019 07:02
Caixa registra 12 milhões de transações após liberação do FGTS
Endividamento e inadimplência do consumidor têm alta em agosto
Economia

Endividamento e inadimplência do consumidor têm alta em agosto

14/09/2019 07:19
Endividamento e inadimplência do consumidor têm alta em agosto
Economia

Atividade econômica tem queda de 0,16% em julho

13/09/2019 14:16
Últimas Notícias