Dourados – MS segunda, 24 de junho de 2024
28º
Meu Detran
Economia

Celulose e carnes geram receita de US$ 3,03 bilhões em MS

24 Jan 2020 - 19h46Por Redação
Celulose e carnes geram receita de US$ 3,03 bilhões em MS - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Os grupos “Celulose e Papel” e “Complexo Frigorífico” alavancaram as exportações de industrializados de Mato Grosso do Sul em 2019, que fecharam em US$ 3,59 bilhões, um crescimento de 1,5% em relação a 2018, quando alcançou US$ 3,54 bilhões, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. De janeiro a dezembro de 2019, os dois grupos juntos foram responsáveis por uma receita de US$ 3,03 bilhões, ou seja, 84,4% do total comercializado para o exterior pelo setor industrial do Estado.

Apenas o grupo “Celulose e Papel” obteve receita de US$ 2 bilhões, enquanto o grupo “Complexo Frigorífico” chegou a US$ 1 bilhão, respondendo, respectivamente, por 56% e 28% do total exportado pelas indústrias sul-mato-grossenses. Ainda de acordo com o Radar Industrial da Fiems, quanto à participação relativa, no ano, a indústria respondeu por 69% de toda a receita de exportação de Mato Grosso do Sul.

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, o bom desempenho da balança comercial sul-mato-grossense em 2019 mais uma vez foi obtido graças aos grupos “Celulose e Papel” e “Complexo Frigorífico”. Ele explica que o grupo “Celulose e Papel” registrou receita de US$ 2 bilhões, um aumento de 4% em relação a 2018, que foram obtidos quase que na totalidade com a venda da celulose (US$ 1,98 bilhão).

“Os principais compradores foram China, com US$ 1,19 bilhão, Estados Unidos, com US$ 204,47 milhões, Itália, com US$ 165,26 milhões, Holanda, com US$ 143,59 milhões, Reino Unido, com US$ 49,90 milhões, Coreia do Sul, com US$ 45,18 milhões, Espanha, com US$ 36,30 milhões, Emirados Árabes, com US$ 21,75 milhões, Argentina (1%), com US$ 16,15 milhões, Turquia, com US$ 12,43 milhões, Peru, com US$ 11,96 milhões, e Egito, com US$ 11,24 milhões”, enumerou o economista.

Já no grupo “Complexo Frigorífico” a receita conseguida de janeiro a dezembro de 2019 foi de US$ 1 bilhão, um aumento de 17% em relação ao mesmo período de 2018, sendo que 42,7% do total alcançado é oriundo das carnes desossadas congeladas de bovino, que totalizaram US$ 431 milhões. Os principais compradores foram Hong Kong, com US$ 168,24 milhões, Chile, com US$ 143,91 milhões, Emirados Árabes Unidos, com US$ 84,19 milhões, China, com US$ 81,91 milhões, e Egito, com US$ 52,46 milhões.

 

Fonte: Fiems

Deixe seu Comentário

Leia Também

Servidores federais ambientais iniciam greve
Economia

Servidores federais ambientais iniciam greve

há 44 minutos atrás
Servidores federais ambientais iniciam greve
Pantanal Tech MS promoverá painéis empresariais sobre mercado da carne e nutrição animal
Aquidauana

Pantanal Tech MS promoverá painéis empresariais sobre mercado da carne e nutrição animal

24/06/2024 07:30
Pantanal Tech MS promoverá painéis empresariais sobre mercado da carne e nutrição animal
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Economia

Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho

23/06/2024 17:30
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Startup de Campo Grande de solução jurídica está entre as selecionadas para evento nacional
Desenvolvimento

Startup de Campo Grande de solução jurídica está entre as selecionadas para evento nacional

23/06/2024 14:30
Startup de Campo Grande de solução jurídica está entre as selecionadas para evento nacional
Ação em Campo Grande une atendimentos do Procon/MS e Defensoria Pública
Economia

Ação em Campo Grande une atendimentos do Procon/MS e Defensoria Pública

22/06/2024 15:00
Ação em Campo Grande une atendimentos do Procon/MS e Defensoria Pública
Últimas Notícias