Dourados – MS terça, 19 de janeiro de 2021
Dourados
28º max
20º min
Influx
Economia

Calote no comércio douradense chega a R$ 16 milhões

29 Mai 2011 - 22h43
Sindicato do Comércio aponta que 5% das vendas resultam em inadimplência
Foto: Hedio Fazan
 - Sindicato do Comércio aponta que 5% das vendas resultam em inadimplência Foto: Hedio Fazan -
DOURADOS – A dívida do consumidor douradense com o comércio já chega a R$ 16.683.100,66. O valor consta no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) e indica o volume da dívida acumulada somente nos últimos cinco anos – após este período, a dívida prescreve e o nome do cliente sai automaticamente do sistema.

O SCPC é uma das principais ferramentas utilizadas pelos lojistas como proteção contra os maus pagadores. Somente no mês passado, foram 45,4 mil consultas ao sistema. No entanto, nem mesmo este recurso é suficiente para proteger os lojistas – segundo dados do Sindicom, pelo menos 5% das vendas resultam em inadimplência.

Os dados do SCPC em Dourados foram fornecidos pela Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced). De acordo com o serviço, 37.215 clientes têm o nome negativado em Dourados, somando um total de 57 mil débitos (já que um mesmo cliente pode ter débito em várias lojas).



De acordo com a Aced, o volume da dívida é o acumulado somente dos últimos cinco anos, já que após este período a dívida prescreve e o nome é excluído da lista de inadimplentes. No entanto, mesmo com o nome ‘limpo’, a dívida do cliente com a loja permanece, até que seja feito o pagamento. A mesma regra também vale para o Serasa, que registra as dívidas com bancos e instituições financeiras. A Aced oferece consulta dos clientes aos dois sistemas de proteção – no caso da Aced, a consulta é gratuita. Se o cliente precisar de uma certidão negativa de SCPC, o custo é de R$ 6. Já a consulta ao Serasa custa R$ 10.

#####Inadimplência
O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Otávio Benites, diz que o problema da inadimplência está ligado ao endividamento do brasileiro, devido ao acesso muito fácil ao crédito e falta de planejamento administrativo. “O cartão de crédito pode ser um vilão porque facilita a aquisição mas, se mal administrado, pode virar uma bola de neve”, afirma.

Segundo o dirigente, sistemas como SCPC e Serasa são ferramentas imprescindíveis ao lojista ao fazer a análise de crédito do cliente. “É muito importante vender, mas mais importante ainda é receber”, diz ele.
A CDL orienta que os lojistas utilizem estas ferramentas de consulta ao realizar uma venda a prazo e que também negativem o nome do cliente em caso de inadimplência. “Assim, o cliente mal pagador passa a ser vigiado por milhões de lojistas de todo o país”, acrescenta.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Dourados (Sindicom), Valter Castro, comenta que pelo menos 5% das vendas, especialmente no varejo, resultam em inadimplência. Por isto, ele defende as consultas a estes cadastros para verificar a idoneidade do cliente. “Pelo menos 5% das vendas dão problema. Portanto, o lojista precisa se proteger de alguma forma”, opina.

#####SCPC
Quem não paga uma dívida com o comércio ou instituições financeiras têm o nome negativado no SCPC e Serasa. Esta inclusão traz como principal consequência a restrição no acesso ao crédito, seja no comércio, operadoras de cartão de crédito, financiamentos bancários e até operadoras de telefonia. Quem tem o nome negativado não consegue nem mesmo abrir uma conta em uma agência bancária. “A inclusão nestes cadastros fecha as portas para o cliente viver sua vida com normalidade”, diz Otávio Benites, presidente da CDL.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
economia

Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras

há 16 horas atrás
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
Semana começa com 73 vagas de emprego abertas em Dourados
oportunidade

Semana começa com 73 vagas de emprego abertas em Dourados

há 23 horas atrás
Semana começa com 73 vagas de emprego abertas em Dourados
Preço do material escolar dispara e variação chega a 1.200%
Economia

Preço do material escolar dispara e variação chega a 1.200%

18/01/2021 07:02
Preço do material escolar dispara e variação chega a 1.200%
Energia solar “zera” conta de luz e procura triplica em Dourados
Economia

Energia solar “zera” conta de luz e procura triplica em Dourados

16/01/2021 17:00
Energia solar “zera” conta de luz e procura triplica em Dourados
INSS: prazo para recorrer de auxílio-doença negado termina hoje
economia

INSS: prazo para recorrer de auxílio-doença negado termina hoje

16/01/2021 16:37
INSS: prazo para recorrer de auxílio-doença negado termina hoje
Últimas Notícias