Dourados – MS terça, 19 de outubro de 2021
Dourados
30º max
15º min
Economia

BRDE vai operar o Fundo Constitucional

06 Dez 2010 - 23h23
André discursa durante assinatura de convêncio entre Banco do Brasil e BRDE
Foto: Rachid Waqued
 - André discursa durante assinatura de convêncio entre Banco do Brasil e BRDE Foto: Rachid Waqued -
Campo Grande - “O BRDE tem sido um parceiro de Mato Grosso do Sul”, enfatizou o governador André Puccinelli durante a assinatura do convênio entre o Banco do Brasil e o BRDE para repasse de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO).

Puccinelli também ressaltou o apoio dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, membros do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), ao qual o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) está vinculado, ao irmão mais novo do Codesul referindo-se a Mato Grosso do Sul.

Com o acordo, “o BRDE amplia o leque de linhas de financiamento ofertadas”, afirma o presidente da instituição fi-nanceira, José Moraes Neto. O banco deve encerrar o ano com a marca de R$ 100 milhões ofertados aos empresários do Estado para investimento e capital de giro. “O BRDE está cumprindo seu papel de levar o desenvolvimento aos Estados do Sul”, completa Moraes.

Para a secretária de Produção, Indústria e Comércio, Tereza Cristina Correia da Costa, a atua-ção do BRDE no Estado possibilita maior oportunidade de crédito aos empresários. “Queremos que eles finquem as raí-zes aqui”.

O convênio selou a parceria entre as duas instituições financeiras para levar os recursos do FCO aos empresários sul-mato-grossenses. De acordo com o diretor de Convênio do Banco do Brasil, Paulo Roberto Lopes Ricci, os dois bancos têm perfil semelhante e poderão atuar em conjunto no fomento para os micro e pequenos produtores do agronegócio, nos setores industrial, do comércio, turismo e de serviços.

“Temos que criar alternativas para estar mais próximos do cliente”, diz o diretor. O Banco do Brasil e o Sistema de Crédito Cooperativo (Sicred) eram as únicas instituições autorizadas a contratar recursos do FCO em Mato Grosso do Sul.

Segundo Paulo Ricci, todos os municípios do Estado receberão recursos do FCO. “Neste ano foram 11 mil operações contratadas envolvendo R$ 821 milhões, com previsão de que alcancem a marca de R$ 1 bilhão”.

Desde 1989 o Banco do Brasil já disponibilizou R$ 24 bilhões em recursos do Fundo de Financiamento do Centro-Oeste, sendo R$ 5 milhões para Mato Grosso do Sul. O número de contratos realizados com os empresários sul-mato-grossenses gira em torno de 135 mil. Para o governador André Puccinelli o bom desempenho é resultado do trabalho de toda a equipe do governo e parceiros.

A assinatura de convênio, realizada no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo ontem de manhã, contou com a presença do diretor de Planejamento do BRDE, Wilson Portes, o superintendente Carlos Azzolin Olson, o diretor Corpo-rativo da Fiems, Jaime Verruck e o deputado estadual Paulo Corrêa, entre outras autoridades.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia

Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 8,69%

há 16 horas atrás
Brasil

Impostômetro chega à marca de R$ 2 trilhões, informa associação de SP

14/10/2021 17:00
Dólar fecha com maior alta desde abril, custando R$ 5,537
economia

Dólar fecha com maior alta desde abril, custando R$ 5,537

12/10/2021 17:05
Dólar fecha com maior alta desde abril, custando R$ 5,537
Economia

Dólar fecha com maior alta desde abril, custando R$ 5,537

12/10/2021 13:00
Alta do preço dos combustíveis: saiba como ocorre a 'bomba baixa', quando o motorista paga mais do que leva no tanque
economia

Alta do preço dos combustíveis: saiba como ocorre a 'bomba baixa', quando o motorista paga mais do que leva no tanque

12/10/2021 12:39
Alta do preço dos combustíveis: saiba como ocorre a 'bomba baixa', quando o motorista paga mais do que leva no tanque
Últimas Notícias