Dourados – MS quarta, 20 de outubro de 2021
Dourados
30º max
17º min
Economia

Álcool sobe e perde vantagem a gasolina

26 Jan 2011 - 22h03
Donos de carro flex podem pode adotar o álcool ao invés da gasolina - Crédito: Foto: Hedio FazanDonos de carro flex podem pode adotar o álcool ao invés da gasolina - Crédito: Foto: Hedio Fazan
DOURADOS – Os valores médios do etanol hidratado subiram em postos de 19 Estados brasileiros e perderam vantagem para a gasolina. A informação é da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Mato Grosso do Sul é um dos estados em que o motorista do carro flex pode adotar com segurança o álcool ao invés da gasolina. Somente no Estado de Mato Grosso é que o álcool é vantajoso.

Na capital Campo Grande e no interior o preço dos combustíveis variam bastante, mesmo assim, independente do preço, abastecer com gasolina não está sendo um bom negócio. O último levantamento da ANP mostra que o preço médio da gasolina em Campo Grande é de R$ 2,63 frente a R$ 1,87 do álcool. Na segunda maior cidade do Estado, Dourados, a gasolina está em média de R$ 2,71 contra R$ 1,94 do álcool. Ponta Porã foi uma das cidades sul-mato-grossenses que mais apresentou aumento no etanol: R$ 2,11 e a gasolina R$ 2,82.

Para saber qual o combustível mais vantajoso em carros flex é simples: basta multiplicar o valor da gasolina por 0,7 e se o resultado dessa multiplicação for inferior ao preço do álcool será vantagem abastecer com gasolina. Caso contrário, se o valor da operação for superior ao do álcool, será vantagem colocar álcool. Na verdade, com esse cálculo compare-se o valor do litro de álcool com 70% do valor do litro de gasolina e é vantagem o mais baixo.

Em São Paulo, maior produtor nacional do combustível, o preço saltou 0,98%. Em Minas Gerais, segundo maior produtor, o preço médio do hidratado ficou estável na semana, em R$ 1,90. No Paraná, terceiro maior produtor, o valor médio apresentou leve recuo de 0,05%, de R$ 1,80 para R$ 1,80, se comparados os mesmos períodos. As cotações recuaram também em cinco estados: Acre, Alagoas, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima. Os valores ficaram estáveis em Minas Gerais e no Distrito Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia

Dólar volta a fechar acima de R$ 5,50 com tensões no exterior

19/10/2021 13:00
Economia

Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 8,69%

18/10/2021 12:00
Brasil

Impostômetro chega à marca de R$ 2 trilhões, informa associação de SP

14/10/2021 17:00
Dólar fecha com maior alta desde abril, custando R$ 5,537
economia

Dólar fecha com maior alta desde abril, custando R$ 5,537

12/10/2021 17:05
Dólar fecha com maior alta desde abril, custando R$ 5,537
Economia

Dólar fecha com maior alta desde abril, custando R$ 5,537

12/10/2021 13:00
Últimas Notícias