Dourados – MS segunda, 20 de janeiro de 2020
Dourados
34º max
24º min
Cultura

Professoras da UFGD e UFMT lançam livro sobre r(e)existência indígena

12 Dez 2019 - 21h15Por Redação
Professoras da UFGD e UFMT lançam livro sobre r(e)existência indígena - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Após um ano de intensas reflexões, trabalho árduo e colaboração de pesquisadores de várias universidades públicas do país, está publicado o livro “Lentes discursivo semântico-interculturais: R(e)existência indígena”, pela editora Pontes. A obra foi organizada pelas professoras Águeda Aparecida da Cruz Borges (UFMT), Gicelma da Fonseca Chacarosqui Torchi (UFGD) e Sílvia Mara de Melo (UFGD).

Os trabalhos promovem um enriquecedor fórum de debates acerca dos diferentes objetos de estudos em Análise de Discurso e Semiótica. A r(e)existência indígena a que se refere seu título, está como núcleo temático em torno do qual se constrói um capítulo ou nos fatos trazidos à discussão sob a luz de determinado constructo teórico.

Ao todo são nove capítulos, onde o leitor encontrará a aplicação de grandes teóricos, como Pêcheux, Orlandi, Guilhaumou, Paul Henry, Foucault, Lacan, Bakhtin, Bauman, Stuart Hall, Lotman, Boaventura de Sousa Santos e vários outros. 

Da UFGD, os trabalhos que fazem parte do livro são: “Identidade e esteriótipos do sujeito indígena na Região do Mato Grosso do Sul”, de Sílvia Mara de Melo; “Os Umatina no discurso jornalístico em Mato Grosso”, de Gicelma da Fonseca Chacarosqui Torchi e Luzia Bernardes da Silva e; “O discurso científico de acadêmicos do curso de Licenciatura Indígena: A (des)construção de sentidos sobre as plantas medicinais, de Rita de Cássia A. Pacheco Limberti e Carla Andreia Schneider.

Para o professor Wilmar D’Angelis, que assina o prefácio do livro, ele “é, também, um ato de (re)existência do pensamento crítico e, portanto, uma obra necessária e oportuna” nos dias atuais. D’Angelis é linguísta e indigenista da UNICAMP e atua há mais de 40 anos junto a comunidades indígenas, especialmente as do Sul do Brasil. 

A publicação desse volume temático só foi possível pode meio do financiamento da UFGD, através da Pró-reitoria de Ensino de Pós-Graduação e Pesquisa, com recursos do Programa de Apoio a Pesquisa (PAP).

Quem estiver interessado já pode adquirir o livro no site da editora Pontes (www.ponteseditores.com.br). Em Dourados, ele poderá ser encontrado com as autoras ou na livraria Cia dos Livros daqui a 15 dias. Os eventos de lançamento ocorrerão em 2020, na UFGD, na UFMT (Cuiabá e Barra do Graça) e em Campinas, durante o “V Seminário Internacional de Estudos sobre Discursos e Argumentação” (http://www2.iel.unicamp.br/sediarjise/).


SOBRE AS ORGANIZADORAS


Águeda Aparecida da Cruz Borges: Graduada em Licenciatura Plena em Letras pela Universidade do Estado de Mato Grosso (1997), mestrado e doutorado em Lin­guística pela Universidade Estadual de Campinas- Atualmente é professora Adjunto IV da Universidade Federal de Mato Grosso. Além de atuar na área de Linguística, com ênfase na Análise de Discurso, tem experiência em Educação, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino, e em Formação de professores alfabetizadores e ensino de Língua Portuguesa (2ª língua) para vários povos indígenas. A pesquisa converge para a constituição discursiva do espaço urbano frequentado por indígenas, particularmente os Xavantes, em Barra do Garças-MT. Atualmente se inscreve na linha de pesquisa: Língua e processos discursivos com o Projeto de pós-doutorado. Lidera os Projetos de pesquisa: Arte Discurso e Prática Pedagógica (CNPq) e participa como pesquisadora em: Cartografias da linguagem (UNEMAT/CNPq), Mulheres em Discurso (UNICAMP-IEL/CNPq). Ao longo da carreira vem participando de vários Projetos de Extensão e de Comissões técnico/científicas. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5540627999157904 

Sílvia Mara de Melo: Graduada em Letras pela Universidade Estadual de Maringá, Doutora em Linguística pela Unesp de Araraquara, atua como professora associada na Faculdade de Comunicação, Artes e Letras na Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, e também na Pós-graduação em Letras, é Pós-Doutora pela Uni­versidade Federal de Uberlândia, UFU coordena o grupo GELDI. Autora de livros e artigos científicos na área de análise do discurso de linha francesa. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9702170650680687 

Gicelma da Fonseca Chacarosqui Torchi: Possui graduação em Licenciatura em Letras Português Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1992), Mestrado em Estudos Literários pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2001) e Doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2008). Atuou como Coordenadora de Cultura da UFGD 2015/2019, é professora - dedicação exclusiva/ associada II da Universi­dade Federal da Grande Dourados, atuando no Mestrado de Pós-Doutoranda pela Universidade Federal do Mato Grosso/ No Programa de Estudos de Cultura Contemporânea/ ECCO-UFMT. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1000717123605254 

 

Fonte: UFGD

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura abre credenciamento para academias e estúdios
Cotidiano

Cultura abre credenciamento para academias e estúdios

16/01/2020 19:36
Cultura abre credenciamento para academias e estúdios
Cia Última Hora apresenta espetáculos
Teatro

Cia Última Hora apresenta espetáculos

13/01/2020 16:12
Cia Última Hora apresenta espetáculos
Prefeitura abre cadastro para o calendário de eventos
Atrações

Prefeitura abre cadastro para o calendário de eventos

10/01/2020 15:25
Prefeitura abre cadastro para o calendário de eventos
Curso de capacitação do FIC acontece amanhã em Dourados
Projetos

Curso de capacitação do FIC acontece amanhã em Dourados

09/01/2020 17:02
Curso de capacitação do FIC acontece amanhã em Dourados
Segue até dia 13 as inscrições para curso Normal Médio Intercultural Indígena
Oportunidade

Segue até dia 13 as inscrições para curso Normal Médio Intercultural Indígena

04/01/2020 11:10
Segue até dia 13 as inscrições para curso Normal Médio Intercultural Indígena
Últimas Notícias