Dourados – MS quarta, 12 de maio de 2021
Dourados
24º max
16º min
Vacinação 2
ESPECIAL

Na década de 60, a chegada do “chão preto”

22 Abr 2021 - 10h00Por Rozembergue Marques
Na década de 60, a chegada do “chão preto” - Crédito: Arquivo - O PROGRESSO Crédito: Arquivo - O PROGRESSO

Nestas sete décadas de circulação levando literalmente ao pé da letra o lema “Pensamento e ação por uma vida melhor”, O Progresso priorizou os assuntos locais e estaduais mas não descuidou dos assuntos nacionais. Abordando-os de forma imparcial, inclusive durante os governos militares, quando nem tudo era permitido e muita coisa era proibida. A edição de 21 de julho de 1965, por exemplo, trazia no alto de página que o Supremo Tribunal Federal havia concedido Habeas-Corpus ao ex-governador Miguel Arraes, opositor do regime e que estava preso.

“O Supremo Tribunal Federal concedeu antes de ontem, habeas-corpus em favor do sr. Miguel Arraes, ex-governador de Pernambuco. Os patronos do ex-governador acompanharam de perto o desenrolar do julgamento, saindo daquela Alta côrte de Justiça com a ordem de habeas-corpus. Enquanto na Câmara Federal vários deputados discursavam a favor da decisão do Supremo Tribunal Federal, oficiais do Exército afirmavam que o ex-governador continuaria preso, com a alegação de que ele havia conspirado contra a Segurança Nacional”, relatava a matéria, ressaltando que “a imprensa do mundo inteiro está noticiando com destaque o fato”. Mas na década de 60 o que marcou mesmo para os douradenses foi o cumprimento de uma das promessas que o governador Pedro Pedrossian, fez durante a sua campanha: a de que asfaltaria a cidade, já nos primeiros anos do seu governo. A promessa foi feita a um grupo de senhoras, na presença do então deputado estadual Weimar Torres, líder do Governo de Pedrossian na Assembleia Legislativa.

“Passados apenas dois meses de sua posse, o ilustre governador se propõe a dar cumprimento ao prometido. Na última viagem que o senhor João da Câmara fez à capital do MT, viria a Dourados para tratar do assunto junto à Prefeitura. E isto aconteceu. Na tarde de segunda-feira o diretor da CER - MT, em companhia do Totó, entrou em contato com o chefe do executivo douradense, quando foram estudados os primeiros detalhes com relação à imediata do asfaltamento”, noticiou o progresso, referindo-se à pavimentação de 06 km da avenida Marcelino Pires, desde o campo do à época ativo Clube Ubiratan até a rua Eulália Pires, na outra extremidade da cidade. Foi o primeiro trecho pavimentado desta que é a principal avenida da cidade e que leva o nome do fundador da cidade.

Fatos que marcaram a década de 60:

•Um muro de blocos pré-fabricados de concreto [o Muro de Berlim], erigido com espantosa rapidez entre os setores Ocidental e Oriental de Berlim, é a resposta comunista aos alemães que rejeitam seu sistema e preferem partir para o Ocidente.

• Um jovem compositor encanta Nova York. O repertório de Bob Dylan, então com 20 anos, inclui diversos estilos da música folk.

• O estilista Yves Saint Laurent abre seu próprio ateliê de moda em Paris, exibindo suas criações com muito sucesso.

• O presidente dos EUA, John Kennedy, é assassinado a tiros quando desfilava em carro aberto pelas ruas de Dallas, no Texas (EUA). Pouco depois dos tiros fatais, a polícia prendeu Lee Harvey Oswald e o acusou do crime. Oswald também foi assassinado quando era transferido de prisão, por Jack Ruby, proprietário de um cabaré em Dallas. Lyndon Johnson assume a presidência do país no lugar de Kenned.

• Martin Luther King recebe o prêmio Nobel da Paz, por sua luta pacífica pelos direitos civis. O francês Jean-Paul Sartre ganha o Nobel de literatura, mas recusa o prêmio, que segundo ele, poderia vir a interferir em suas responsabilidades como escritor junto aos seus leitores.

• O programa musical “Jovem Guarda”, da TV Record de São Paulo, é um enorme sucesso entre os jovens. O programa é comandado todos os domingos pelo cantor e compositor Roberto Carlos, que apresenta convidados e amigos do rock nacional - conhecido por iê-iê-iê-, entre eles Erasmo Carlos e Wanderléia.

• O governo militar brasileiro decreta o fim de eleições diretas para prefeito em 68 cidades de “segurança nacional”, inclusive as capitais estaduais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados 2020, de Iracema Limberger
IMPRESSO

Dourados 2020, de Iracema Limberger

12/05/2021 14:00
Dourados 2020, de Iracema Limberger
Dagata e Os Aluízios duas décadas encantando o público
IMPRESSO

Dagata e Os Aluízios duas décadas encantando o público

12/05/2021 13:00
Dagata e Os Aluízios duas décadas encantando o público
Semana de valorização da cultura indígena entra no calendário de eventos
IMPRESSO

Semana de valorização da cultura indígena entra no calendário de eventos

12/05/2021 11:30
Semana de valorização da cultura indígena entra no calendário de eventos
“Retrato do Artista Quando Coisa” homenageia Manoel de Barros
IMPRESSO

“Retrato do Artista Quando Coisa” homenageia Manoel de Barros

12/05/2021 11:00
“Retrato do Artista Quando Coisa” homenageia Manoel de Barros
Deus é mãe - por João Linhares
Poesia

Deus é mãe - por João Linhares

09/05/2021 15:25
Deus é mãe - por João Linhares
Últimas Notícias